Angop - Agência de Notícias Angola Press

-

17 Outubro de 2001 | 19h37 - Lazer e Cultura

Luanda

Luanda, 17/10 - O escritor angolano Jacinto de Lemos "Calunga" sagrou-se hoje, em Luanda, vencedor da edição 2001 doprémio Sonangol de literatura, com o romance "a dívida da peixeira".

Com 40 anos de idade, o literato receberá como prémio 20 mildólares e a publicação da obra vencedora, a ser feita no quadro dasactividades alusivas ao 25 de Fevereiro, dia da Sonangol.

Jacinto de Lemos, que nasceu na localidade de Icolo e Bengo nodia dois de janeiro de 1961, fez os seus estudos primários esecundários na província de Luanda.

Na sua galeria de publicações contam já livros como "undengue", publicado em 1986 (menção honrosa do concurso Sonangol de literaturaneste mesmo ano) e "o pano preto da velha Mabunda", lançado em 1997.

Segundo o investigador Cornélio Calei, um dos membros do júri, olivro, que está nas mãos do editor, retrata basicamente o lendáriocultural da sociedade suburbana da província de Luanda.

Na opinião dele, o titulo foi "bem atribuído", uma vez que todas as obras concorrentes passaram por uma rigorosa análise do júri, cujadecisão final aconteceu apenas na terça-feira.

Para o crítico literário, Luís Kandjimbo, a narrativa de Calungacaracteriza-se, no plano temático, pela forma como espelha apaisagem social suburbana e as personagens que tipificam o seuuniverso social.

Segundo Luís Kandjimbo, também escritor, essa paisagem e feita de humor e relações conflituosas, cujos intervenientes de destaque sãoas crianças, as mulheres e os homens vadios ou marginais.

Referindo-se sobre o lado linguístico da obra, o literato disseque os diálogos "apresentam aspectos visíveis, como a narração dosfactos e a descrição dos ambientes em que integram aquelaspersonagens".

Ao prémio Sonangol de literatura podem concorrer cidadãosnacionais e estrangeiros, sobretudo dos Países Africanos de LínguaOficial Portuguesa (Palop), onde a Sonangol tem filiais.

Segundo uma fonte da organização, é propósito da Sonangolestender o concurso à todos os escritores da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (Cplp) para internacionalizar mais oevento.

A primeira edição desse prémio internacional de literaturateve como vencedor o escritor angolano Jacques Arlindo dos Santos,com a obra "berta ynari ou pretérito imperfeito da vida".