Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

22 Fevereiro de 2001 | 21h54

-

Lisboa

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lisboa, 22/02 - A diplomata de carreira Elsa Dry ser a próximaembaixadora da África do Sul em Portugal, foi anunciado em Pretória eprêve-se a sua chegada a Lisboa em meados de Março, deu a conhecerhoje fonte diplomática.

Dry, 52 anos, exercer em Portugal o seu primeiro posto comoembaixadora. Presentemente é directora dos assuntos para o Canadá e as Caraíbas no Ministério dos Negócios Estrangeiros em Pretória,depois de exercer funções nas missões sul-africanas na Bélgica e emFrança.

A embaixada sul-africana em Lisboa está presentemente a cargoda encarregada de negócios Carol Rath, conselheira, depois de oembaixador Lucas Makhubela cessar funções em Janeiro passado.

Neste interregno, registou-se um diferendo diplomático, aindanão sanado completamente, envolvendo o presidente em exercício eministro da Segurança da África do Sul, Steve Tshwete, que acusou acomunidade portuguesa de conluio com o regime do "Apartheid",revogado em 1994.

Ainda não está marcada a prometida audiência de Tshwete com acomunidade portuguesa na Africa do Sul, por imperativos da suaagenda, na ausência da chefia de Estado.

Elsa Dry foi nomeada no âmbito de uma série de indigitaçõespara postos diplomáticos, incluindo o vice-director-geral do "MNE"sul-africano, Jerry Matsila, para Bruxelas.

O antigo embaixador em Angola Reddy Manpane segue para a Zâmbia,e a embaixadora Melanie Verwoerd trabalhara na Irlanda.

Priscilla Jana representará o seu país na Holanda, Skose Mji naPolónia e Makhubela no Quénia.