Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

07 Abril de 2006 | 22h21

São Tomé/Eleições: Coligação vencedora indica Tomé Vera Cruz para PM

São Tomé

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

São Tomé, 07/04 - A coligação vencedora das legislativas em São Tomé e Príncipe, Movimento Democrático Força da Mudança - Partido da Convergência Democrática (MDFM-PCD) indicou Tomé Vera Cruz para o cargo de primeiro-ministro.

Numa declaração a imprensa, o dirigente da coligação Leonel Mário D`Alva, líder do PCD, disse que o nome foi escolhido de forma consensual pelas duas forças que integram a coligação, apoiada pelo Presidente da República, Fradique de Menezes.

Mário d`Alva referiu que a indicação de nome de Tomé Vera Cruz, secretário-geral do Movimento Democrático Força da Mudança - Partido Liberal (MDFM-PL) foi tomada com base no acordo assinado em Fevereiro, entre as duas forças políticas, que prevê um cargo de vice- primeiro-ministro para uma figura do PCD, ainda por escolher.

O dirigente do PCD admitiu ainda que o futuro governo da coligação "terá entre 10 a 13 pastas ministeriais" distribuídas por figuras afectas aos dois partidos.

Sobre eventual coligação com outras forças parlamentares, Leonel Mário D`Alva reiterou a vontade de estabelecer um eventual pacto, caso haja entendimento com hipotéticos parceiros.

Segundo os resultados divulgados pela Comissão Eleitoral Nacional (CEN), o MDFM-PCD venceu as legislativas com uma maioria simples de 37,19 por cento dos votos, conquistando 23 dos 55 lugares do parlamento de São Tomé e Príncipe.

O segundo partido mais votado é o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social-Democrata (MLSTP-PSD), que estava no poder, com 28,88 por cento de votos e 19 lugares, seguido da Acção Democrática Independente (ADI)com 19,97 por cento e 12 lugares.

O Movimento Novo Rumo é a quarta força com 4,67 por cento dos votos com um único eleitor.