Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

03 Abril de 2007 | 19h07

RDCongo: Exílio de Jean-Pierre Bemba em Portugal levanta polémica

Kinshasa

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Kinshasa, 03/04 - Uma grande polémica está a animar os debates políticos em todos os círculos de Kinshasa devido ao exílio em Portugal do ex-Vice-Presidente congolês, Jean-Pierre Bemba.

Uma parte da imprensa diz que Bemba decidiu consultar o seu médico para um controlo sanitário depois duma fractura no pé há alguns meses, enquanto outra noticia que o presidente do Movimento de Libertação do Congo (MLC) vai a Portugal para tratar dum torcicolo.

Outras fontes referem-se a negociações em curso entre os Governos de Portugal e da RD Congo e a Missão da ONU no Congo (MONUC) sobre o destino de Bemba.

Segundo o embaixador de Portugal em Kinshasa, Alfredo Duarte Costa, o ex-Vice-Presidente congolês já pediu por escrito ao Governo português para autorizar a sua entrada no país para tratamento, mas está à espera do aval do Executivo da RD Congo.

O embaixador sul-africano em Kinshasa pediu ao seu colega português para servir de facilitador neste caso, disse o diplomata luso, precisando que o Governo do seu país exige que Bemba prometa por escrito de se abster de actividades políticas durante a sua eventual estada em Portugal.

Observadores políticos dizem que a questão é complicada, visto que Kinshasa ainda não recebeu nenhum pedido escrito de Lisboa, em conformidade com a praxe diplomática.

O diplomata português precisou que em resposta a carta do Governo de Portugal enviada ao ministro congolês dos Negócios Estrangeiros, este fez alusão ao seu Executivo.

O Procurador Geral da República terá efectuado uma visita a Bemba com um médico mandatado por um tribunal em Kinshasa para verificar o seu estado de saúde.

"Além de que se pode pôr em causa as suas afirmações em forma de garantia, pode-se também afirmar que Jean-Pierre Bemba não foi ferido durante os confrontos de 22 e 23 de Março último", sublinha o jornal diário "L`Avenir", próximo do Governo do primeiro-ministro Antoine Gizenga.

O jornal adianta que "agora espera-se pela resposta escrita do Presidente Joseph Kabila confirmando ou infirmando o desejo da RD Congo de autorizar o antigo Vice-Presidente Jean-Pierre Bemba a viajar para tratamento" em Portugal.