Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

21 Setembro de 2011 | 12h12 - Actualizado em 21 Setembro de 2011 | 12h12

Português será disciplina opcional no ensino oficial a partir do início de 2012

Namíbia

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Joanesburgo - O Português será disciplina opcional no sistema de ensino da Namíbia a partir do início de 2012 e Portugal irá formar professores e dar apoio e assistência técnica aos novos docentes.
 
 
O anúncio da introdução da língua portuguesa no sistema de ensino oficial namibiano foi feito pelo Ministério da Educação daquele país, que justificou a medida com a proximidade de Angola e de Moçambique e o crescente interesse de cidadãos da Namíbia em aprenderem o Português para melhor interagirem com aqueles países nos campos diplomático, empresarial ou cultural. 

 
"O Governo está simplesmente a responder à procura, tal como nos casos do Alemão e do Francês", esclareceu Toivo Mvula, porta-voz do Ministério da Educação. 

 
Para os responsáveis diplomáticos de Portugal na Namíbia, a introdução do Português como opção curricular a partir de 2012 tem todo o apoio das autoridades portuguesas, que têm manifestado total abertura para apoiar a iniciativa do Governo namibiano desde a visita oficial do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Luís Amado a Windhoek em março do ano passado.

 
"Faltará agora apenas às duas partes assinarem o Memorando de Entendimento, que se encontra em fase adiantada de negociação e redação, ao abrigo do qual Portugal apoiará a formação contínua dos futuros professores de Português, dando também assistência técnica ao Instituto Nacional para o Desenvolvimento Educacional (NIED) no desenvolvimento de materiais pedagógicos de ensino e aprendizagem", disse à Lusa uma fonte da representação diplomática portuguesa em Windhoek, que salientou o excelente trabalho feito por toda a equipa envolvida.
 
 
A formação de professores de Português (namibianos) estará a cargo dos dois leitores do Instituto Camões destacados no Centro de Língua Portuguesa da Universidade da Namíbia. Segundo a mesma fonte, o memorando, que deverá ser rubricado ainda este ano, prevê ainda a atribuição de bolsas de estudo a cidadãos namibianos com vista à sua formação como docentes de Português.

 
O Instituto Camões irá ainda providenciar manuais escolares e outro material bibliográfico, tal como dicionários, para a fase inicial da introdução do Português nos currículos como língua estrangeira opcional. 

 
A medida terá um impacto significativo na zona norte da Namíbia, que faz fronteira com Angola, e onde o Português é quase língua franca de negócios.

 
O programa deverá iniciar-se com cinco professores em outras tantas escolas namibianas no início do próximo ano escolar. 

 
O memorando de entendimento deverá ser assinado antes do final do ano uma vez que o ano letivo na Namíbia, tal como na África do Sul, se inicia em meados de janeiro de 2012.