Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Junho de 2012 | 14h37 - Actualizado em 11 Junho de 2012 | 19h50

MNE diz que cometeu "imprecisão de linguagem" no anúncio sobre ratificação do Acordo Ortográfico

Moçambique

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira de Moçambique

   
Maputo - O Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicano esclareceu hoje (segunda ?feira)  que Moçambique ainda não ratificou o Acordo Ortográfico, mas "aprovou a proposta de resolução", que valida o acordo, admitindo uma "imprecisão de linguagem" quando anunciou a ratificação.  


  
  
Num comunicado enviado à Lusa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique refere que, "por imprecisão de linguagem", o chefe da diplomacia moçambicana, Oldemiro Baloi, "afirmou que o Conselho de Ministros de Moçambique tinha ratificado o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa".  


  
   
"Na verdade, o Conselho de Ministros, na 19.ª sessão ordinária do dia 07 de Junho do corrente ano, aprovou a proposta de resolução que ratifica o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, a submeter à Assembleia da República, a quem em razão da matéria compete a ratificação".  


  
   
O Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique pediu desculpas por estar "ciente das implicações resultantes da imprecisão da linguagem".  


  
  
As autoridades moçambicanas estimaram que a implementação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa em Moçambique tenha um "custo mínimo" de 80 milhões de euros.