Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

21 Agosto de 2012 | 20h55 - Actualizado em 22 Agosto de 2012 | 10h19

Ministra das Minas apela empresas mineiras a partilhar a riqueza

África do Sul

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da África do Sul

Cidade do Cabo – A ministra sul-africana das Minas, Susan Shabangu, apelou hoje (terça-feira) às empresas mineiras a "redobrar os seus esforços" para melhorar a situação dos seus empregados e partilhar a riqueza, cinco dias após a fuzilada da mina de Marikana provocado por um conflito salarial.


Shabangu, falando na Assembleia Nacional, denunciou a coabitação nos locais de exploração de minas "da prosperidade e do luxo das empresas com a pobreza" das comunidades de funcionários.


"As minas devem redobrar os esforços para promover bons programas sociais", prosseguiu. "Se podermos realmente trabalhar juntos, num espírito de colaboração (...), podemos também tirar proveito desta tragédia para eliminar muitas das más práticas que persistem no sector de mineiro".


O presidência sul-africano pediu hoje (terça-feira) de manhã à Lonmin, o operador da mina de Marikana, onde 34 grevistas foram mortos pela polícia a 16 de Agosto, para suspender o seu ultimato fixado para terça-feira pela retomada do trabalho para facilitar um retorno à calma e "uma solução razoável".


Os acontecimentos da mina de Marikana (norte) causaram um total de 44 mortos.


O governo apela regularmente a uma melhor distribuição da riqueza mineral do país.