Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Maio de 2015 | 18h23 - Actualizado em 11 Maio de 2015 | 18h23

Zimbabwe:Governo prevê introduzir quatro línguas estrangeiras no sistema de ensino

Harare - O governo zimbabweano prevê tornar obrigatório no sistema de ensino a introdução do chinês, francês, swahili e português, quatro línguas estrangeiras úteis para os negócios e para a comunicação em África, um projecto denunciado como "ilusório" por parte de alguns professores, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Zimbabwe

Foto: Pesquisa

O projecto aguarda pela luz verde do Conselho de ministros, devendo também os alunos do sector público terem a disciplina da Agricultura, como nova matéria do programa curricular.

O Zimbabwe conta com quatro línguas oficiais, o shona, o ndebele e o inglês, todas tradicionalmente utilizadas para a vida económica e administrativa, em mais de 13 línguas veiculares minoritárias.

As quatro línguas estrangeiras que o Zimbabwe projecta tornar obrigatórias são todas faladas em África, nomeadamente o chinês que a África do Sul vizinha decidiu igualmente propor no início do ano escolar de Janeiro de 2016 para os alunos dos 10 aos 15 anos, mas somente uma opção.    

Acusado de ter aruinado o seu país nos anos 2000 pelas medidas económicas inapropriadas, o actual presidente zimbabweano Robert Mugabe continua, em contrapartida, ter credibilidade pela sua política educativa introduzida no país.         

Assuntos Educação   Zimbabwe  

Leia também