Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

30 Maio de 2016 | 19h55 - Actualizado em 30 Maio de 2016 | 19h55

Malawi: Governo bane curandeiros estrangeiros para proteger albinos

Lilongwe - O governo malawi decidiu banir todos curandeiros estrangeiros de exercerem a sua actividade no país, uma medida que visa tentar travar a crescente onda de sequestros, agressões e assassinatos de albinos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Malawi: uma das artérias de Lilongwe

Foto: clemente

Segundo as autoridades locais, 18 albinos foram cruelmente assassinados nos últimos três anos.

A última vítima, identificada como Fletcher Masina, 38 anos, foi assassinada terça-feira da semana passada no jardim da sua própria casa, no distrito de Ntcheu, na região centro.

Hetherwick Ntaba, conselheiro político chefe do Presidente do Malawi, Peter Mutharika, afirma que apenas ervanários que respeitarem o código de conduta serão autorizados a operar no país.

“Os curandeiros estrangeiros devem parar imediatamente de exercer a sua actividade no Malawi. Acabamos de saber que alguns foram banidos na Tanzânia e outros fugiram de Moçambique para o Malawi e estão fomentando ataques contra pessoas com albinismo. Eles devem ser deportados” disse Ntaba.

O conselheiro acusou os curandeiros estrangeiros de fomentar a matança, fazendo algumas pessoas a acreditar que partes do corpo de albinos servem para fabricar poções mágicas para trazer sorte e riqueza.

O Presidente da Associação dos Curandeiros Tradicionais do Malawi, Frank Manyowa, acolheu com agrado o banimento.

“Nós, curandeiros tradicionais, simplesmente usamos plantas com nutrientes medicinais para curarmos várias doenças. São curandeiros e feiticeiros estrangeiros que estão perpetrando os assassinatos por causa de sua crença na magia negra”,  referiu.

Assuntos Malawi  

Leia também
  • 03/12/2018 11:30:45

    Três mil refugiados moçambicanos regressam do Malawi

    Maputo - Pelo menos três mil refugiados residentes no campo de Luwani (Malawi), junto à fronteira com Moçambique, regressaram nesta segunda-feira às suas áreas de origem.

  • 30/07/2018 13:51:01

    Malawi: Madonna angaria fundos para crianças malawitas

    Nova Iorque - A cantora Madonna está a comemorar o 60.º aniversário com uma campanha de angariação de fundos para as crianças do Malawi, noticiou nesta segunda-feira a agência Associated Press (AP).

  • 30/07/2018 13:15:06

    Ministros do Malawi pedem demissão do vice-presidente

    Lilongwe - Cinco ministros do Malawi pediram a renúncia do vice-presidente do país, Saulos Chilima, após ter formado sexta-feira o seu partido, denominado Movimento Unido para a Transformação (UTM, na sigla em inglês), noticiou a Xinhua.

  • 29/04/2018 02:18:17

    Ex-presidente de Malawi regressa ao país após quatro anos no exílio

    Blantyre - A ex-presidente de Malawi, Joyce Banda, acusada de envolvimento num escândalo de corrupção, e que reivindicou vitória nas eleições presidenciais de 2014, regressou hoje ao país, após quatro anos no exílio.