Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

30 Janeiro de 2017 | 18h45 - Actualizado em 30 Janeiro de 2017 | 18h45

Tchad/UA: Novo presidente da Comissão da União Africana na primeira pessoa

Djamena - O tchadiano Moussa Faki Mahamat, eleito nesta segunda-feira, em Addis Abeba, à presidência da Comissão da União Africana, é desde 2008, o chefe da diplomacia do seu país, aliado ao Ocidente na luta anti-jihadista, e um fiel do presidente Idriss Déby Itno, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Addis Abeba: Cimeira da União Africana

Foto: Cortesia - João Gomes

Aos 56 anos, este antigo Primeiro-ministro e actual ministro tchadiano dos Negócios Estrangeiros seguiu todos os dossiers estratégicos nos quais o seu país está engajado:
Líbia, Mali, Sudão do Sul e República Centro-Africana (RCA), até a intervenção actual no Sahel e na bacia do lago Tchad.  

a sua eleição à frente do executivo da UA poderá satisfazer a França e os Estados Unidos, que apoiam o Tchad e o seu regime de ferro na luta contra o grupo islamita nigeriano Boko Haram e outras entidades armadas no Sahel.

A capital, Djamena, acolhe por outro lado, o Estado-maior da força francesa Barkhane.

O novo presidente da Comissão da União africana, que sonha um continente "onde o som de armas" seria sufocado pelos "hinos da cultura e do rugido das fábricas", sonha colocar "o desenvolvimento e a segurança" entre uma das suas prioridades.   

Poliglota (francês, árabe, inglês), tendo estudado em Brazzaville e Paris, pretende “tornar a UA menos burocrática, menos litigiosa também … A livre circulação de pessoas e bens deve se tornar efectiva. Construção de estradas, caminhos de ferro, criar as pontes entre nós”, confidenciou ao semanário Jeune Afrique antes da eleição.

Cabelos grisalhos, Moussa Faki é por outro lado, um fiel do presidente tchadiano Idriss Déby Itno. Os dois homens são oriundos da etnia zaghawa e o primeiro  ocupou vários cargos de relevo nos governos sucessivos do segundo, os mais importantes foram os postos de Primeiro-ministro e de ministro dos Negócios Estrangeiros.

Déby coloca um homem de confiança para dirigir o executivo continental, no mesmo dia em que cedeu a presidência rotativa da UA, que ocupava desde há um ano, para o seu homologo guinense Alpha Condé.

O candidato vencedor é do bloco regional da África Central, que é considerado como parente pobre do continente devido ao seu fraco crescimento económico e suas alternâncias politicas quase impossíveis.

No seu próprio país, a reeleição em Abril de 2016 do presidente Déby, na primeira volta com 60 por cento suscitou uma contestação, enquanto que a situação financeira é catastrófica devido ao colapso nas receitas petrolíferas.


    
    

Assuntos Cimeira  

Leia também
  • 01/02/2019 09:58:52

    Ouagadougou acolhe 5ª Conferência de Chefes de Estado do G5 Sahel

    Ouagadougou - A 5ª sessão ordinária da Conferência dos Chefes de Estado do G5 Sahel realizar-se a 4 de Fevereiro próximo em Ouagadougou, capital de Burkina Faso, anunciou nesta quinta-feira o Governo, no termo do conselho de ministros.

  • 14/01/2019 14:11:22

    Líbia boicota cimeira da Liga Árabe em Tripoli

    Tripoli - A Líbia não participará na cimeira da Liga Árabe sobre o desenvolvimento económico e social, prevista para 19 e 20 de Janeiro, em Beirute, no Líbano, devido à hostilidade de algumas forças políticas libanesas à sua presença, soube-se de fonte diplomática em Tripoli.

  • 26/12/2018 10:26:06

    Minicimeira de Brazzaville aborda situação na RDC

    Brazzaville (Dos enviados especiais) - A situação na República Democrática do Congo (RDC) vai estar no centro das atenções de uma minicimeira regional a ter lugar, esta quarta-feira, em Brazzaville, soube-se de fonte diplomática na capital congolesa.

  • 24/12/2018 15:50:45

    CEDEAO concluiu cimeira sem se pronunciar sobre adesão de Marrocos

    Abuja - A adesão de Marrocos à Comunidade Económica dos Estados da África do Oeste (CEDEAO) continua em suspensão, pois este tema não foi discutido na cimeira que se realizou neste fim-de-semana em Abuja, na Nigéria.