Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

19 Maio de 2017 | 12h14 - Actualizado em 19 Maio de 2017 | 12h23

Moçambique: Governo perspectiva captura de pescado em mais de um milhão de toneladas

Maputo - O Governo moçambicano espera que o país capture mais de um milhão de toneladas de pescado nos próximos dez anos, face às 300 mil toneladas alcançadas em 2016, informou a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane, citado quinta-feira pelo diário O País, disse que, nos próximos dez anos, é possível que se consiga atingir mais de um milhão de toneladas, em resultado da pesca de espécies nativas e as provenientes da aquacultura, desde que este processo seja feito de forma ambientalmente sustentável.

Falando durante o 1º Conselho Consultivo Alargado do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane afirmou que a maioria do pescado produzido no país é consumido internamente e o remanescente é exportado para a Europa, Ásia e África do Sul.

"Desse universo (do pescado), apenas 10% é exportado. As espécies enviadas a esses países são o camarão e a gamba", declarou Mondlane.

O Governo vê muito potencial na pesca de atum, apesar da falta de tradição na exploração desta espécie.

O ministro disse que a aquacultura diminuiu muito e dá ao país apenas 1.200 toneladas por ano.

“Da cifra anual, a aquacultura contribui muito pouco, isso porque praticavamos uma aquacultura de subsistência, cujos praticantes dependiam do Governo para repetir o ciclo produtivo", declarou.

Em 2016, Moçambique acumulou 300 mil toneladas de pescado capturado, mais 30 toneladas do que em relação a 2014.

Assuntos Pesca  

Leia também