Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

06 Julho de 2017 | 13h17 - Actualizado em 06 Julho de 2017 | 13h15

Moçambique: Governo pretende reorganizar níveis de ensino

Maputo - O Governo de Moçambique vai propor uma reorganização dos níveis de ensino no país para que as crianças possam fazer todo o ensino primário sem mudar de escola, anunciou a tutela.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A proposta a levar à Assembleia da República prevê que o ensino primário passe a compreender seis classes, divididas em dois ciclos de aprendizagem de três anos cada, de acordo com Ismael Nheze, director-geral adjunto do Instituto Nacional de
Desenvolvimento da Educação, citado pela edição de hoje do jornal moçambicano Notícias.

Actualmente, o ensino primário de Moçambique está dividido em dois graus do primeiro ao quinto ano e outro com a sexta e sétima classe.

A proposta de alteração pretende "reduzir o número de crianças que fica de fora do sistema de ensino por falta de escolas" que leccionem o segundo grau "nas respectivas áreas de residência", refere-se.

No novo modelo, o ensino secundário passará a ter seis classes organizadas em dois ciclos, do 7.º ao 9.º ano e outro do 10.º ao 12.º ano actualmente o secundário começa no 8.º ano.

Prevê-se ainda que a escolaridade obrigatória passe para nove anos, "cabendo ao Conselho de Ministros determinar o ritmo de implementação, de acordo com o desenvolvimento socioeconómico do país".

A frequência obrigatória da escola vigora até ao sétimo ano.

A proposta está a ser divulgada pelos diferentes estabelecimentos de ensino do país.

Assuntos Educação  

Leia também
  • 06/07/2017 11:27:13

    Mali: Bamako acolhe 11 bienal fotográfica

    Bamako - A 11ª edição dos Encontros da Fotografia Africana ou Bienal Africana da Fotografia decorrerá de 2 de Dezembro de 2017 a 31 de Janeiro de 2018 em Bamako, soube a PANA quarta-feira junto do Ministério maliano da Cultura.

  • 17/05/2017 10:55:21

    Moçambique: MEM com defícit 700 mil carteiras escolares

    Maputo - O Ministério moçambicano da Educação e Desenvolvimento Humano necessita de mais de 700 mil carteiras para reduzir o défice deste mobiliário escolar no país para cerca de três milhões de crianças que actualmente estudam sentadas no chão, informou a Rádio Moçambique.

  • 11/06/2016 22:09:04

    Marrocos: Segunda Trienal da ADEA marcada para Março de 2017

    Abidjan - A segunda Trienal da Associação para o Desenvolvimento da Educação em África (ADEA) vai realizar-se de 15 a 17 de Março de 2017 na cidade de Marraquexe, em Marrocos, soube a PANA quinta-feira junto dos organizadores.