Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

17 Julho de 2017 | 12h01 - Actualizado em 17 Julho de 2017 | 12h01

Congo: Eleições legislativas e locais encerram sem sobressaltos

Brazzaville - Os congoleses votaram domingo para escolher, num ambiente calmo e sereno, os seus representantes na Assembleia Nacional e nos conselhos municipais, registando uma taxa de participação relativamente baixa em relação as legislativas anteriores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da cidade de Brazzaville, capital do Congo

Foto: Cortesia de Pedro da Ressureição

O chefe de Estado, Denis Sassou Nguesso, cujo Partido Congolês do Trabalho (PCT) procura manter a maioria na Assembleia, cumpriu o seu dever cívico na capital, Brazzaville.

As assembleias de voto encerraram às 18H00 (17H00 GMT) e a contagem dos boletins começou logo a seguir.

Ao meio-dia, o presidente da Comissão Nacional Eleitoral Independente (CNEI), Henri Bouka, manifestava a sua satisfação por "tudo estar a se passar bem", na esperança de que mais eleitores iriam afluir as urnas antes do encerramento.

 

Pouco mais de 82 mil candidatos disputam estas eleições para preencher os 151 assentos na Assembleia Nacional contra os mil e 158 nos conselhos municipais.

Nenhuma data foi ainda fixada para a publicação dos resultados.

A votação foi adiada em oito dos 14 distritos de Pool (sul), região vizinha de Brazzaville que mergulhou na violência após as eleições presidenciais de 2016, vencidas pelo presidente Sassou Nguesso.

Assuntos República do Congo  

Leia também