Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

17 Julho de 2017 | 11h01 - Actualizado em 17 Julho de 2017 | 11h01

Côte d'Ivoire: África perde um dos melhores filhos com morte de Babacar Ndiaye - presidente do BAD

Abidjan - O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Akinwumi Adesina, considerou no fim-de-semana que o falecimento de um dos seus predecessores, o senegalês Babacar Ndiaye, constitui a “perda de um dos melhores filhos do continente africano”.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD)

Foto: divulgação

“África perdeu um dos seus melhores filhos. Ndiaye era um perfeito profissional, que trabalhou assiduamente para priorizar as acções do BAD no continente”, declarou Adesina numa mensagem de homenagem enviada ao Conselho de Administração e ao pessoal da instituição bancária, devido à morte de Ndiaye quinta-feira, em Dakar.

Adesina revelou, por outro lado, que Babacar Ndiaye foi um presidente notável que contribuiu enormemente para o crescimento de África e que deixou uma marca indelével no BAD.

Sublinhou que o finado gostava tanto do BAD que sempre esteve presente nas suas assembleias anuais, encorajando-o sempre a implementar as Cinco Prioridades “Top 5” da organização.

Na sua qualidade de presidente honorário, o finado Babacar Ndiaye participou na 52ª assembleia anual do BAD, em Maio, em Ahmedabad, na Índia.

Na sexta-feira foi observado um minuto de silêncio em memória do finado pelo pessoal do BAD e pelo Conselho de Administração.

Uma delegação de alto nível do BAD liderada pelo vice-presidente principal, Charles Boamah, e integrada pelos vice-presidentes Albéric Kacou e Amadou Hott, pelo vice-presidente interino, Hassatou N’Sele,  e pelo director dos Assuntos Especiais, Sipho Moyo, assistiu sábado, em Dakar,  às exéquias de Ndiaye.

Ndiaye, que começou a trabalhar no BAD em 1965 no BAD e figura entre os primeiros quadros desta instituição financeira, terminou a sua carreira profissional como o quinto presidente da instituição, em 1985.

Durante a sua administração (1985-1995) soube impulsionar a criação de instituições como o Banco Africano de Importação-Exportação (AFREXIMBANK) e o Shelyer África.

Reuniu também as condições de obtenção da nota triplo A pelo BAD que continua a manter.

Ndiaye faleceu aos 85 anos de idade num hospital de Dakar.

Assuntos Côte d'Ivoire  

Leia também