Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

05 Setembro de 2017 | 14h41 - Actualizado em 05 Setembro de 2017 | 14h40

Tanzânia: Tribunal condena três homens por crime contra albino

Dar es Salaam - Um tribunal tanzaniano condenou em separado esta terça-feira, em Dar es Salaam, a 18 anos de prisão efectiva, três homens por mutilar uma criança albino, episódio que se repete actualmente ao drama terrível que sofre esta população africana, noticiou a Prensa Latina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A Alta corte declarou-os culpados de conspiração por assassinato e tentação de homicídio à Andius Songoroka, Mihambwe Kamata e Ureta Shing Kawilu, por cortar a mão direita de Baraka Cosmas, segundo informou o diário local Daily News, na sua edição desta terça-feira.

O tribunal alegou que os três indivíduos cometeram o crime a 08 de Março de 2014, na área de Kikonde, distrito de Sumbawanga (oeste).

A Organização das Nações Unidas calcula que pelo menos 75 albinos foram assassinados na Tanzânia entre 2000 e 2015, mas essas cifras poderiam ser superiores.

O albinismo é um transtorno congénito que causa falta de pigmento na pele, cabelo e olhos. É mais comum na África subshariana, e na Tanzânia afecta aproximadamente à um em cada mil 400 pessoas.

De acordo com estatísticas, a Tanzânia possui uma concentração de albinos 15 vezes maior em relação à média mundial.

Assuntos Tanzânia  

Leia também