Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

21 Dezembro de 2018 | 18h51 - Actualizado em 21 Dezembro de 2018 | 18h51

Burundi: Mil soldados burundeses regressam da Somália

Addis Abeba - Pelos menos mil soldados burundeses desdobrados na Somália deverão regressar até 28 de Fevereiro ao Burundi, no quadro do programa da retirada progressiva da força da União Africana (AMISOM) deste país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Somália

Foto: Divulgação

Este anúncio consta de uma acta, citada nesta sexta-feira pela Agência France Presse (AFP), que resume as conclusões da última reunião do Comité de coordenação das operações militares da AMISOM datada de 30 de Novembro de 2018, em Addis Abeba (Etiópia).

“Foi decidido que a Força de Defesa Nacional do Burundi (FDNB) deve retirar mil soldados da sua contribuição à AMISOM até 28 de Fevereiro, em conformidade com a Resolução 2431 do Conselho de Segurança das Nações Unidas”, lê-se no texto, que solicita a ajuda da ONU para esta operação de repatriamento.

Actualmente, cerca de cinco mil e 400 militares burundeses operam na Somália, sendo o segundo maior contingente dos 21 mil e 500 soldados, depois do Uganda que conta com seis mil e 200 homens no terreno.

A 30 de Junho, o Conselho de Segurança retardou por quatro meses o seu plano que visava a retirada de mil efectivos da AMISOM, para reduzir esta força da UA a cerca de 20 mil homens, no quadro de uma progressiva substituição das tropas africanas pelo exército somali.

Assuntos Burundi   Somália  

Leia também