Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

22 Junho de 2018 | 15h10 - Actualizado em 22 Junho de 2018 | 15h10

RDC: Alguns dirigentes congoleses proibidos de entrar nos EUA

Washington O Departamento do Estado americano anunciou quinta-feira 21, ter aplicado novas sanções contra alguns dirigentes congoleses implicados em actos de corrupção ligados ao processo eleitoral e à violação dos direitos humanos, indica um comunicado de imprensa publicado para o efeito.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Donald Trump, Presidente dos EUA

Foto: NICHOLAS KAMM

Segundo o comunicado, o Departamento do Estado anuncia ter tomado medidas para impedi-los de entrar nos Estados Unidos da América.

Por razões diplomáticas, não será publicada a lista dos nomes dos abrangidos, mas os mesmos serão notificados quando quiserem viajar para os Estados Unidos.

 “As medidas ora tomadas são um sinal forte que o governo americano visando combater a corrupção, a apoiar as eleições credíveis para uma primeira alternância pacífica e democrática do poder, na RDC, e fazer com que os responsáveis de importantes actos de corrupção e de violação dos direitos humanos respondam pelos seus actos”, conclui o comunicado.

Para o Departamento do Estado, apenas a organização de eleições credíveis e transparentes, em Dezembro de 2018, nas quais os congoleses exprimirão o seu ponto de vista, garantirá um futuro de paz e prospero na RDC e na Região.

Recorde-se que essas novas sanções americanas intervêm dois dias depois de os EUA terem abandonado o Conselho dos Direitos Humanos da ONU, por várias razões, nomeadamente a presença da RDC que, segundo os Estados Unidos, não merece ser membro.

Observadores políticos pensam que as relações entre os Estados Unidos e a RDC deterioram-se progressivamente.

Assuntos RDCongo  

Leia também
  • 05/02/2019 19:49:08

    RDC: Chefe do serviço de informação pede demissão

    Kinshasa - O administrador-geral da Agência Nacional de Informação (ANR, na sigla em francês), Kalev Mutondo, pediu demissão numa carta dirigida ao novo chefe do Estado da República Democrática do Congo, Félix Tchisekedi.

  • 05/02/2019 19:11:45

    Tshisekedi mantém chefias militares da RDC

    O novo presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, visitou segunda-feira as forças sob o seu comando, na qualidade de comandante em chefe das forças armadas.

  • 05/02/2019 15:44:51

    RDC: Presidente Felix Tshisekedi recebeu embaixador chinês

    Kinshasa - O chefe de Estado, Felix Tshisekedi, recebeu em audiência na segunda-feira o embaixador chinês na República Democrática do Congo (RDC), Wang Tongqing, o qual entregou uma mensagem de felicitações do presidente chinês ao seu homólogo congolês.

  • 30/01/2019 19:48:52

    RDC: Coligação pro-Katumbi reconhece vitória do presidente Félix Tshisekedi

    Kinshasa - A coligação política denominada Alternância para a República (AR) reconheceu nesta quarta-feira Félix Tshisekedi como o novo presidente da República Democrática do Congo (RDC).