Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

12 Julho de 2018 | 12h14 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 12h14

Camarões: Visita do presidente da Comissão da UA

Yaoundé - O presidente da Comissão da União Africana (UA), Moussa Faki Mahamat, inicia esta quinta-feira uma visita oficial aos Camarões, durante a qual será recebido pelo Presidente Paul Biya, noticia a Xinhua.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Moussa FAki Mahamat, presidente da Comissão da União Africana

Foto: Joaquina Bento

O objectivo da visita não foi divulgado, mas pensa-se que a mesma está relacionada com a actual situação de conflito que vivem as regiões anglófonas dos Camarões.

O também diplomata chadiano cuja visita termina sábado, participará de uma conferência no Instituto das relações internacionais do Camarões (IRIC).

Desde 2016, as regiões acima estão mergulhadas numa violenta guerra civil que opõe as Forças armadas camaronesas aos rebeldes separatistas.

Para acabar com as tensões, em 2017, o governo tomou uma série de medidas de apaziguamento, que não tiveram efeito, face a radicalização dos separatistas, marcada por ataques quase diários realizados por grupos armados criados depois dos ataques contra as forças de defesa e de segurança, representantes da administração e até das populações locais.

A 07 de Outubro, os eleitores camaroneses serão chamados às urnas para eleger o seu presidente para os próximos sete anos, segundo o calendário eleitoral anunciado por um decreto presidencial na segunda-feira. A ameaça dessas violências paira sobre este escrutínio.

A ONU tinha proposto um diálogo inclusivo para sair desta crise, que as autoridades camaronesas recusam-se a organizar, declarando serem vítimas de ataques terroristas por parte dos grupos armados secessionistas, como os perpetrados por Boko Haram na Região do Extremo Norte.

Assuntos Camarões  

Leia também