Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

12 Julho de 2018 | 12h03 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 12h01

Défice de investimento em África chega aos 1,2 biliões de dólares por ano - BAD

Abuja - O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) estimou nesta quinta-feira que existe um défice de investimento no continente que pode chegar aos 1,2 biliões de dólares por ano, durante uma visita a Abuja, na Nigéria, para lançamento do Fórum de Investimento em África (FIA).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Akinwumi Adesina, Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD)

Foto: ISSOUF SANOGO

“Através do FIA, o BAD e os seus parceiros vão avaliar e melhorar os projectos financeiramente viáveis, atrair investidores e facilitar as transacções para diminuir o défice de investimento em África, estimado entre 200 mil milhões e 1,2 biliões de dólares por ano", de acordo com o BAD.

A visita a Abuja, à margem dos Encontros Anuais do Banco Africano de Exportações e Importações (Afreximbank), serve para lançar o FIA, que vai decorrer em Joanesburgo entre 07 e 09 de Novembro, e que é apresentado como um encontro de negócios para acelerar a transformação económica do continente africano.

"Só as necessidades de financiamento das infra-estruturas estão estimadas entre 130 a 170 mil milhões de dólares por ano, sendo que o investimento actual rondou os 63 mil milhões de dólares em 2016, o que equivale a um défice de financiamento entre os 67 e os 107 mil milhões de dólares, só na área das infra-estruturas", de acordo com o BAD.

Para tentar reduzir esta falta de investimento, o BAD vai lançar uma plataforma que pretende reduzir o risco dos investimentos internacionais em África, uma iniciativa que se junta a outras, com o Repositório MANSA, do Afreximbank, uma espécie de directório de informação sobre as empresas africanas.

O Afreximbank, cujos Encontros Anuais decorrem até sábado em Abuja, a capital da Nigéria, é um banco de apoio ao comércio, exportações e importações em África e foi criado em Abuja, em 1993. Tem um capital de cinco mil milhões de dólares e está sediado no Cairo.

Os accionistas são entidades públicas e privadas divididas em quatro classes e dele fazem parte governos africanos, bancos centrais, instituições regionais e sub-regionais, investidores privados, instituições financeiras, agências de crédito às exportações e investidores privados, além de instituições financeiras não africanas e de investidores em nome individual.

Assuntos Nigéria   África  

Leia também