Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

24 Julho de 2018 | 16h31 - Actualizado em 24 Julho de 2018 | 16h31

África do Sul: China vai investir 14,7 mil milhões de dólares - PR Ramaphosa

Joanesburgo - A República Popular da China vai investir 14,7 mil milhões de dólares na África do Sul, anunciou hoje o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, no final de um encontro, em Pretória, com o seu homólogo chinês.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente Cyril Ramaphosa

Foto: Pedro Parente

Em declarações à imprensa, o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, disse por seu lado que a segunda maior economia do mundo irá expandir as importações da África do Sul para apoiar o desenvolvimento da economia mais industrializada de África.

O chefe de Estado chinês iniciou hoje uma visita de Estado à África do Sul, onde participará na 10ª Cimeira do BRICS [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul], que arranca na quarta-feira, em Joanesburgo.

O presidente Ramaphosa estabeleceu uma meta de investimento externo de 100 mil milhões de dólares para relançar a economia do país.

Além de Xi Jinping, participam na reunião anual de alto nível, organizada pela África do Sul, os presidentes Michel Temer (Brasil), Vladimir Putin (Rússia) e o primeiro-ministro da Índia, Narenda Modi.

Além de estado membro do BRICS, a África do Sul preside atualmente à Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Os chefes de Estado de Angola, Moçambique, Namíbia, Gabão, Senegal, Uganda, Togo e do Rwanda, participarão num encontro com os líderes dos BRICS, agendado para o dia 27, sexta-feira, último dia da Cimeira, indica o programa oficial.

A cimeira, que terá como tema a "Colaboração para o Crescimento Inclusivo e Prosperidade Partilhada na 4.ª Revolução Industrial", é a primeira reunião de líderes mundiais desde que o presidente Cyril Ramaphosa assumiu a liderança do país.

Assuntos África do Sul  

Leia também