Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

02 Agosto de 2018 | 23h45 - Actualizado em 02 Agosto de 2018 | 23h44

Moçambique articula com países vizinhos combate a grupos armados no norte do país

Maputo - O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, afirmou nesta quinta-feira que o Governo está a cooperar com vários países para combater os grupos armados que protagonizam ataques a alguns distritos da província de Cabo Delgado, no norte do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi

Foto: Pedro Parente

"Estamos a trabalhar com vários países para acabar com este problema", declarou Filipe Nyusi, falando num comício no distrito de Mutarara, província de Tete.

O chefe de Estado moçambicano assinalou que os países vizinhos estão preocupados com a onda de violência que assola o norte do país.

"Eles estão preocupados, porque alguns também estão a passar pela mesma situação", declarou Filipe Nyusi.

Nyusi exortou os jovens a não aderirem a promessas obscuras de emprego, recordando que muitos acabam obrigados a integrar grupos de criminosos.

"Muitos jovens pensam que vão trabalhar e depois não voltam, porque são forçados a cometer actos criminosos", disse o presidente moçambicano.

Dezenas de pessoas morreram na onda de violência que assola a província de Cabo Delgado, atribuída a grupos armados de inspiração islâmica.

Investigadores independentes consideram que os líderes dos referidos grupos estão envolvidos no tráfico de recursos naturais, principalmente madeira, mascarando esse facto com a alegada intenção de instaurar na região o fundamentalismo islâmico.

Assuntos Moçambique  

Leia também