Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

20 Agosto de 2018 | 14h57 - Actualizado em 20 Agosto de 2018 | 14h57

África do Sul: Nova investigação contra Jacob Zuma

Joanesburgo - A Justiça sul-africana abriu um novo inquérito contra o antigo Presidente, Jacob Zuma, acusado de presumível corrupção, nas suas relações com a família Gupta.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Jacob Zuma, antigo Presidente da Africa do Sul

Foto: Francisco Miúdo

Os Gupta, homens de negócios sul-africanos de origem indiana, são também acusados de ter tentado influenciar as decisões políticas, incluindo a nomeação de ministros.

Em Fevereiro último, Jacob Zuma foi obrigado a demissionar da Presidência da África do Sul, depois de acusações de corrupção, uma acusação rejeitada por Zuma e pelos Gupta.

O Juiz, Ray Zondo, que iniciou os novos inquéritos, pediu sul-africanos a testemunhar, partilhando com ela o que sabem das relações entre os Gupta e Zuma.

A Comissão de inquérito dirigida por Ray Zondo, afirma ter encontrado provas de uma eventual corrupção ao mais alto nível do Estado, durante a magistratura de Jacob Zuma.

Em 2015, Mcebisi Jonas, vice-ministro das Finanças da época, viu-se oferecer 600 milhões de randes (41 milhões de dólares) por Ajay Gupta, se aceitasse o cargo de ministro das Finanças, segundo a Justiça sul-africana.

Jonas é citado entre as primeiras testemunhas do negócio.

No entanto, a Comissão dirigida pelo juiz  Ray Zondo, não tem o poder de acusar, mas as provas que recolhe podem ser utilizadas contra os suspeitos.

Assuntos África do Sul  

Leia também