Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

06 Setembro de 2018 | 15h49 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 15h48

Líbia: Confrontos em Tripoli fazem 63 mortos e 12 desaparecidos

Tripoli - Sessenta e três pessoas morreram e 12 estão desaparecidas, na sequência dos combates em Tripoli, informou quarta-feira o Ministério líbio da Saúde, depois do anúncio pela ONU de um cessar - fogo entre os beligerantes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Líbia: confrontos causam 63 mortos

A informação foi passada à imprensa por Tarek Al-Hamshri, director do Departamento dos Assuntos dos feridos.

A mesma instituição líbia fala também de 51 outros feridos transferidos para a Tunísia para o tratamento médico.

O Sul de Tripoli foi palco de violentos confrontos entre as forças governamentais e os combatentes da "sétima brigada" a partir da cidade vizinha de Tarhunah, a cerca de 80 quilómetros a Sudeste de Tripoli.

Por seu lado o ministro do Interior líbio, Abdul Salam Ashour considerou de estável e normal a situação em Tripoli.

Paralelamente, o ministro dos Transportes, Milad Matug, revelou que depois de um longo encerramento, o único aeroporto que opera em Tripoli vai retomar os voos dentro de 24 horas.

Os voos foram redireccionados para o Aeroporto Internacional de Misrata,  cerca de quilómetros a Leste de Tripoli, disse.

Os Governos francês, italiano, britânico e americano saudaram terça-feira o cessar-fogo, considerando-o "um passo crítico para fazer avançar o processo político de acordo com o plano de acção da ONU".

Depois da insurreição de 2011, que derrubou o antigo presidente Muammar Kadhafi, a Líbia entrou num círculo crescente de violência que instalou o caos e a divisão p política.

Assuntos Líbia  

Leia também