Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

07 Setembro de 2018 | 13h01 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 13h01

Líbia: Marechal Haftar diz-se disposto a marchar para Tripoli

Tripoli - Pela primeira vez desde os confrontos de Tripoli, o homem forte do leste da Líbia, Khalifa Haftar, saiu quinta-feira do silêncio durante um encontro com cerca de trinta sábios e líderes de tribos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Khalifa Haftar, Homem forte do leste da Líbia

Foto: AFP

Khalifa Haftar fez passar várias mensagens, transmitidas em directo pelo canal de televisão Al Hadath, onde rejeita abertamente o projecto de Constituição, que deverá ser ratificada pelo Parlamento antes de 10 de Setembro.

“Não é a primeira vez que o marechal manifesta a sua vontade de marchar com o seu exército para Tripoli, mas desta vez fê-lo de forma tão directa e com insistência”, nota a rádio francesa RFI.

Em várias ocasiões, Haftar retomou o assunto, assegurando que o exército nacional líbio que dirige está pronto e que a tomada de Tripoli seria rápida.

A este propósito, revelou estar em contacto directo com as forças das cidades de Misrata e Zentan. O homem forte do leste da Líbia assegurou que até mesmo as forças no interior de Tripoli estariam prontas a tomar de assalto a cidade.

Os confrontos dos últimos dias estão mudar as posições das milícias na capital líbia.

"Não vamos deixar cair Tripoli mas o povo líbio deve viver lá em segurança", afirmou Khalifa Haftar.

Os analistas multiplicam as declarações para indicar que o marechal tem luz verde para se livrar das milícias em Tripoli antes de Novembro, data em que a Itália anunciou a organização de uma conferência internacional sobre a Líbia.

Roma milita para a realização de eleições na Líbia em 2019, enquanto a França pressiona para organização do escrutínio antes do final do ano.

Quanto à Constituição, o marechal considera que “é necessário submeter o projecto num período após as eleições e não antes. Caso contrário, o povo líbio irá rejeitar o projecto de Constituição”.

Assuntos Líbia  

Leia também
  • 07/09/2018 10:56:46

    Líbia: Publicados os termos do cessar-fogo

    Tripoli - Os termos do cessar-fogo em Tripoli, capital da Líbia, assinado pelos beligerantes incluem, nomeadamente a segurança dos civis e o compromisso de todas partes a evitarem qualquer acção hostil susceptível de entravar a implementação do cessar-fogo, indica um comunicado do escritório de Informação do Presidente do Conselho Presidencial líbio.

  • 06/09/2018 15:49:21

    Líbia: Confrontos em Tripoli fazem 63 mortos e 12 desaparecidos

    Tripoli - Sessenta e três pessoas morreram e 12 estão desaparecidas, na sequência dos combates em Tripoli, informou quarta-feira o Ministério líbio da Saúde, depois do anúncio pela ONU de um cessar - fogo entre os beligerantes.

  • 06/09/2018 11:50:57

    Líbia: ONU vai esforça-se para preservar cessar-fogo em Tripoli

    Nova Iorque (ONU) - A ONU vai esforçar-se para preservar o cessar-fogo negociado na véspera que negociou-se na véspera entre beligerantes em Tripoli, prometeu quarta-feira, em Nova Iorque, e o representante Especial do Secretário - Geral daquela organização, para a Líbia, Ghassan Salamé.