Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

06 Setembro de 2018 | 06h55 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 06h55

Prometida ajuda para resolução da crise na bacia do Lago Tchad

Berlim, Alemanha - Pelo menos dois biliões, 170 milhões e 467 mil de dólares americanos serão empregues para se resolver a crise na bacia do Lago Tchad, anunciou na última terça-feira, em Berlim, o administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Achim Steiner, informou a PANA.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O fundo em apreço foi angariado durante uma conferência humanitária sustentada pelas Nações Unidas, realizada na capital da Alemanha de 3 a 4 de Setembro corrente, com o fito de constituir recursos necessários aos programas de ajuda, desenvolvimento e consolidação da paz na bacia do Lago Tchad, de acordo com Steiner.

Declarou que os fundos prometidos constituem uma "abordagem sólida" das operações do PNUD, cujo objectivo é satisfazer as necessidades humanitárias urgentes e resolver as causas profundas da crise neste espaço geográfico.

A seu ver, os mesmos constituem igualmente uma oportunidade de investir num futuro onde as crises sejam pouco prováveis e os países mais resistentes.

A conferência de alto nível de dois dias sobre a região do Lago Tchad realizou-se em Berlim sob a égide do PNUD e do Escritório das Nações Unidas par a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) com a colaboração dos governos alemão, norueguês e nigeriano.

O encontro, no qual participaram mais de 70 países, organizações regionais, instituições financeiras internacionais e organizações humanitárias, versou sobre as necessidades imediatas de socorro, a prevenção e resolução das crises e o desenvolvimento com a previsão de dar uma resposta global e inclusiva nesta região formada pelos Camarões, Níger, Nigéria e Tchad.

Mais de 17 milhões de pessoas residentes nestes países estão bloqueados numa crise complexa, agravada pelo pauperismo, pela mudança climática e pelos conflitos violentos.

Em consequência disto, mais de dois milhões e 400 mil pessoas são deslocadas e mais de 10 milhões precisam de uma ajuda suplementar a fim de satisfazerem as suas necessidades fundamentais em matéria de protecção e de ajuda humanitária, refere-se.

Assuntos África  

Leia também
  • 06/09/2018 06:43:01

    Acordo de cessar-fogo assinado em Tripoli sob égide da ONU

    Tripoli, Líbia - Um acordo de cessar-fogo foi assinado em Zaouia, a 55 quilómetros de Tripoli, sob a égide da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (MANUL), indica um comunicado oficial a que a PANA teve acesso.

  • 05/09/2018 22:29:32

    Único aeroporto em funcionamento em Trípoli será reaberto

    Trípoli - A base militar de Maitiga, único aeroporto em funcionamento em Trípoli, na Líbia, deverá voltar a operar nesta sexta-feira, uma semana depois da interrupção do tráfego aéreo, devido aos combates entre grupos armados, os piores desde o início da guerra civil na região, em 2014, informou a EFE.

  • 05/09/2018 11:22:28

    UA e ONU apostam no reforço da parceria estratégica

    Addis Abeba - A União Africana (UA) e as Nações Unidas avaliaram as vias para fortalecer a parceria estratégica em questões chaves de desenvolvimento para o continente, como a paz, a segurança e a melhoria dos indicadores sociais, soube-se nesta quarta-feira.