Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

07 Setembro de 2018 | 13h07 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 13h07

Quarenta e três nigerianos com passaporte moçambicano detidos na China

Maputo - Quarenta e três cidadãos da Nigéria ostentando passaporte moçambicano estão detidos na China acusados de vários crimes, incluindo tráfico de droga e de pessoas, disse a procuradora-geral adjunta da República de Moçambique, Lúcia Maximiano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações citadas hoje (sexta-feira) pela emissora pública Rádio Moçambique, a magistrada deu um panorama sobre a situação criminal entre o país e a China, falando durante um encontro com uma delegação da Procuradoria-Geral da República Popular da China.

Maximiano adiantou que a maioria dos cidadãos nigerianos detidos na China com passaporte moçambicano obteve este documento fraudulentamente.

Além do tráfico de pessoas e drogas, a corrupção é também um dos crimes de que os referidos cidadãos são acusados pelas autoridades chinesas.

A procuradora-geral adjunta adiantou ainda que vários cidadãos chineses estão detidos em Moçambique acusados de prática de crimes ambientais, principalmente tráfico de cornos de rinoceronte e pontas de marfim.

Assuntos Moçambique   Nigéria  

Leia também