Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

03 Setembro de 2018 | 15h40 - Actualizado em 03 Setembro de 2018 | 15h34

Rwanda/Eleições: Cidadãos votam para as legislativas

Kigali - Os Rwandeses foram chamados nesta segunda-feira às urnas para eleger os deputados do terceiro parlamento nacional desde as primeiras eleições do pós-genocídio, realizadas em 2003, noticiou à Xinhua.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Foram registadas longas filas de espera junto das assembleias de voto que foram abertas às 7h00 locais e que deverão encerrar às 15h00 locais

As eleições rwandesas realizam-se geralmente sem escaramuças e com forte participação. Os observadores do Fórum dos parlamentos da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos esperam igualmente por uma eleição pacífica esse ano.

A Frente Patriótica Rwandesa (FPR) e a sua coligação com seis outros pequenos têm a convicção de que irão conseguir à maioria dos assentos, segundo analistas.

Muitos rwandeses atribuem à FPR a libertação do país, o fim do genocídio e o crescimento económico actual.

A criação de emprego, a transformação agrícola, o desenvolvimento do sector privado, o desenvolvimento urbano, o desenvolvimento económico, entre outras promessas, foi o lema que norteou a campanha da FPR.

Os seus principais opositores são o Partido Social-Democrata e o Partido Liberal.

O Rwanda é constitucionalmente regido por um modelo de partilha do poder, onde os postos governamentais são distribuídos entre os principais partidos representados no parlamento.

Pelo menos 521 candidatos disputam esse ano, os 80 assentos da Câmara dos deputados (câmara baixa), para um mandato de cinco anos.


 

Assuntos Eleições  

Leia também
  • 01/02/2019 04:46:50

    Sudão: Al-Bashir diz que apenas eleições o podem tirar da liderança

    Cartum - O Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, criticou quinta-feira última, as manifestações contra si, convocadas através de plataformas sociais na internet, assinalando que a mudança no poder apenas pode ser validada através de eleições.

  • 30/01/2019 07:57:42

    Nigéria: INEC credencia 144 grupos de observadores

    Abuja- A Comissão Nacional Eleitoral Independente (INEC) na Nigéria credenciou 144 grupos de observadores que irão monitorar a condução das próximas eleições gerais no país.

  • 29/01/2019 17:25:02

    Registo eleitoral de sul-africanos em Angola começa em Fevereiro

    Luanda - O registo eleitoral dos cidadãos sul-africanos maiores de 16 anos residentes em Angola vai decorrer de 1 a 4 de Fevereiro próximo, anunciou hoje, em Luanda, à imprensa o embaixador da África do Sul no país, Mfana Phakola.

  • 28/01/2019 10:42:31

    Tshisekedi ordena detenção de polícia após repressão de manifestantes

    Kinshasa (Dos enviados especiais) - O novo chefe de Estado da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, ordenou domingo a detenção de um oficial da Polícia Nacional implicado na repressão violenta, no mesmo dia, de uma manifestação de estudantes da Universidade de Lubumbashi (UNILU), que fez quatro mortos, incluindo três estudantes.