Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

03 Setembro de 2018 | 05h12 - Actualizado em 03 Setembro de 2018 | 05h12

Somália: Explosão de viatura armadilhada faz seis vítimas

Mogadíscio - Pelo menos seis pessoas morreram num ataque suicida na Somália, reivindicado pelo grupo islamista Al-Shabaab.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O veículo bomba foi lançado, domingo de manhã, contra um edifício da administração municipal, na capital Mogadíscio, e atingiu também uma mesquita e casas.

Segundo as autoridades, entre as vítimas mortais figuram os guardas que faziam a segurança do edifício.

Há também oito feridos.

A Somália está mergulhada na violência e tem sofrido múltiplos ataques terroristas desde 1991.

O grupo Al-Shabaab luta para desalojar um governo apoiado pelo Ocidente e protegido pelas forças de paz da União Africana.

Assuntos Somália  

Leia também
  • 20/08/2018 13:03:23

    Mogadíscio e Addis Abeba vão retomar voos directos

    Addis Abeba - Os voos directos entre Mogadíscio e Addis Abeba estão prestes a retomar, uma ligação aérea que deverá aliviar as necessidades dos passageiros entre capitais somali e etíope, soube-se junto da transportadora National Airways Ethiopia.

  • 16/08/2018 11:11:12

    Pelo menos nove mortos num ataque contra o grupo Al Shabab na Somália

    Mogadíscio - Pelo menos nove pessoas morreram e várias outras ficaram feridas após o ataque quarta-feira de milícias somalis contra o grupo islâmico Al Shabab, qualificado de terrorista pela comunidade internacional.

  • 14/08/2018 13:23:48

    ONU pede medidas para prevenir violações nas eleições da Somália

    Nova Iorque - A Missão de Assistência das Nações Unidas na Somália (UNSOM) e o Escritório do Alto Comissariado para os Direitos Humanos apelaram à tomada de medidas para evitar violações nas próximas eleições somalis.