Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

12 Setembro de 2018 | 06h29 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 06h26

África do Sul: Agricultores sofrem violência

Pretória - O maior grupo comercial agrícola na África do Sul (- A Agri SA) condenou terça-feira última a violência diária contra a comunidade agrícola e a sociedade sul-africana, após anúncio estatístico da polícia daquele país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"É preocupante que tenham ocorrido 62 assassinatos em fazendas agrícolas durante 2017/2018. São 15 assassinatos a mais do número anunciado no parlamento no início deste ano", afirmou, em comunicado, Kobus Breytenbach, director do Centro de Excelência Agri SA: Segurança Rural.

O ministro da Polícia, Bheki Cele, terça-feira, no parlamento, que um total de 20 mil e 336 pessoas morreram entre Fevereiro de 2017 e Março de 2018, um aumento de 6,9 porcento em relação ao mesmo período do ano passado, correspondendo a 56 mortes por dia.

"Os assassinatos e ataques à comunidade agrícola permanecem demasiadamente elevados e são inaceitáveis. A sociedade e o Governo deveriam tomar nota disso", refere o dirigente agrícola.

Na opinião de Breytenbach, "se mais sul-africanos e actores internacionais levantarem a problemática, haverá uma acção melhorada para se evitarem assassinatos e ataques nas fazendas agrícolas".

A organização, que representa 28 mil grandes agricultores na África do Sul, sublinha que nos últimos anos investiu mais de 10 milhões de rands (570 mil euros) na segurança e prevenção do crime, através do 'Agri Securitas Trust Fund', um fundo fiduciário privado de apoio a agricultores e trabalhadores agrícolas.

A organização agrícola adianta no comunicado que pediu uma reunião urgente com o ministro da Polícia.

Assuntos África do Sul  

Leia também