Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

24 Outubro de 2018 | 18h30 - Actualizado em 24 Outubro de 2018 | 18h57

Gâmbia: CEDEAO avalia posse de armas ligeiras no país

Banjul - A Comunidade Económica dos Estados da África do Oeste (Cedeao), entregou nesta quarta-feira, ao governo da Gâmbia, uma avaliação que confirmou a posse excessiva de armas ligeiras entre a população, acumuladas durante a administração do anterior presidente, Yahya Jammeh, noticiou a Prensa Latina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da CEDEAO

Foto: Divulgacao

“Esse exercício era necessário para assegurar que o estatuto e a situação dos armamentos e munições no país sejam conhecidos”, explicou a enviada especial da organização sub-regional, Vabah Gayflor.

O inquérito foi realizado desde 2017, por uma equipa de peritos da Divisão de Armas ligeiras da Cedeao, do Centro Internacional de Bona, juntamente com especialistas em mineração e altos funcionários do organismo.

A organização sub-regional, que apresentou o documento ao presidente da Gâmbia, Adama Barrow, trabalhou também com os especialistas da Alemanha em controlo de armas e apoio ao desarmamento.

O ministro gambiano do Interior, Ebrima Mballow, explicou à imprensa que esse exercício por parte da organização sub-regional visa documentar o arsenal de armas ligeiras e de pequeno calibre e suas munições, face ao derrube do antigo executivo.

Por outro lado, será apresentado um informe ao chefe de Estado sobre a localização desses meios bélicos, sua natureza e sua capacidade.
 


 

Assuntos Desarmamento  

Leia também
  • 28/11/2017 12:38:06

    Rwanda: Campanha de destruição de 130 toneladas de armas e munições expiradas

    Kigali - Uma campanha de destruição de 130 toneladas de armas expiradas foi lançada segunda-feira no Rwanda, no quadro dos seus esforços para lutar contra a proliferação destas armas ligeiras e de pequeno calibre, uma das maiores ameaças à segurança nos países da região da África Oriental, soube a PANA de fonte segura em Kigali.