Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Janeiro de 2019 | 14h07 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 14h07

Moçambique: Três mortos e um ferido em ataque de grupo armado no norte do país

Maputo - Um grupo armado matou três pessoas, incluindo uma por decapitação, e feriu gravemente uma quarta, durante um ataque na noite de quinta-feira à aldeia de Manilha, distrito de Mocímboa da Praia, norte de Moçambique, disseram hoje à Lusa fontes locais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As fontes contaram que o grupo, que estava munido de catanas, queimou seis casas durante a incursão.

A vítima decapitada era um líder tradicional da aldeia.

O ataque foi o primeiro à Manilha, mas uma aldeia próxima, Chitolo, já tinha sido alvo de ataques por grupos armados.

A aldeia atingida pela incursão do referido grupo armado localiza-se a 20 quilómetros da vila-sede do distrito da Mocímboa da Praia, na província de Cabo Delgado.

Vários distritos de Cabo Delgado têm sido assolados por uma onda de violência, que começou após um ataque armado a postos de polícia de Mocímboa da Praia, em Outubro de 2017.

Depois de Mocímboa da Praia, têm ocorrido dezenas de ataques que se suspeita estarem relacionados com o mesmo tipo de grupo, sempre longe do asfalto.

Os ataques têm acontecido fora da zona de implantação de fábricas e outras infra-estruturas das empresas petrolíferas que vão explorar gás natural, na península de Afungi, distrito de Palma, e cujas obras avançam com normalidade.

Em finais do mês passado, o Ministério Público (MP) de Moçambique juntou mais cinco nomes à lista de cerca de 200 pessoas que estão em julgamento acusadas de estarem envolvidas nos ataques armados em Cabo Delgado.

Assuntos Crime  

Leia também
  • 23/01/2019 15:51:28

    Desmantelada rede de exploração sexual com 20 mil mulheres no Mali

    Abuja - Uma equipe de pesquisa da Agência Nacional para a Proibição do Tráfico de Pessoas na Nigéria desmantelou hoje (23) uma rede de exploração sexual com cerca de 20 mil mulheres no Mali.

  • 18/01/2019 13:59:57

    Burkina Faso confirma rapto de três expatriados no país

    Ouagadougou - O ministro burkinabe da Segurança, Clément Sawadogo, confirmou o rapto a 15 de Janeiro de um cidadão canadiano que trabalha para uma mina no norte do país, e também o desaparecimento de um casal canadiano-italiano, no início deste mes, no oeste do Burkina Faso.

  • 17/01/2019 16:31:17

    Canadiano sequestrado em Burkina Faso é encontrado morto

    Ouagadougou - Um cidadão canadiano sequestrado na última terça-feira no norte de Burkina Faso, após um ataque a uma mina na qual trabalhava, foi hoje encontrado morto, informaram nesta quinta-feira os meios de comunicação locais.