Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

18 Janeiro de 2019 | 19h53 - Actualizado em 18 Janeiro de 2019 | 19h53

FMI espera por novo Governo guineense antes de concluir avaliação

Bissau - O Fundo Monetário Internacional (FMI) não vai concluir as discussões relacionadas com a sexta avaliação ao Programa Alargado de Crédito na Guiné-Bissau e vai esperar pelo novo Governo, que sairá das eleições legislativas, marcadas para 10 de Março.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo do Fundo Monetário Internacional (FMI)

Foto: Divulgação

"Considerando que vamos ter um novo Governo, na sequência das eleições de 10 de Março, e que o prolongamento do programa vai acabar em Julho, decidimos que é melhor iniciar um novo programa", afirmou Tobias Rasmussen, chefe da missão do FMI para a Guiné-Bissau.

Uma missão do FMI realizou esta semana uma visita à Guiné-Bissau para apreciar o projecto de orçamento para 2019 para consolidar as finanças públicas e debater a evolução do sector financeiro.

A Guiné-Bissau tinha eleições legislativas marcadas para 18 de Novembro, mas dificuldades técnicas e financeiras atrasaram o início do recenseamento, o que obrigou a adiar o escrutínio para 10 de Março.

O FMI aprovou um Programa Alargado de Crédito, num montante de cerca de 21 milhões de euros, em Julho de 2015.

Em Abril, o Governo guineense pediu a extensão do programa por mais um ano e o Conselho de Administração do FMI aprovou o seu prolongamento até Julho de 2019.

Assuntos Guiné-Bissau  

Leia também