Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

07 Fevereiro de 2019 | 18h05 - Actualizado em 07 Fevereiro de 2019 | 18h05

Oposição tchadiana levanta-se contra governo depois do ataque francês contra UFR

N'djamena - A oposição continua a protestar em N’djamena contra o governo do presidente Idriss Deby, desde o recente ataque aéreo conjunto entre os exércitos francês e tchadiano contra uma coluna de rebeldes proveniente supostamente da Líbia e que fez dois mortos e várias destruições.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o site da Allafrica, todos unânimes, os líderes da oposição tchadianos deploram uma “viragem perigosa” feita pela França ao intervir militarmente nos “assuntos internos” do Tchad.

“Na qualidade do mandatário do povo e sobretudo da oposição, é nosso dever denunciar certos comportamentos”, declarou Gali Ngothé Gatta, deputado e chefe da União das Forças Democráticas -Partido Republicano (UFD-PR).

Por seu lado, Ngarledjy Yorongar, deputado e coordenador do grupo parlamentar da Federação “Action Pour la République”(FAR), sublinhou que “A França, em vez de estar ao lado deste regime que fracassou, deveria estar sim ao lado do povo tchadiano.

Não é justo que a França continue a apoiar Idriss Déby. Vou pedir ao presidente (Emmanuel) Macron para rever a sua posição”.

“Não estamos contra o facto da França ter nos ajudado a neutralizar a coluna de mercenários e terroristas, pois que o exército francês, através da operação Berkhane, tem travado, juntamente com o exército tchadiano, na faixa de sahel, os narcotráficos e os terroristas que semeiam desolação nos lares”, replicou também Jean-Bernard Padaré, secretário-geral encarregue dos assuntos jurídicos do Movimento Patriótico de Salvação (MPS), no poder.

O ministro tchadiano da defesa fez saber, a seguir ao ataque aéreo levado a cabo domingo contra os rebeldes e terroristas provenientes do sudeste da Líbia, que a operação militar foi feita no quadro de um acordo de cooperação em matéria de defesa assinado pela França e Tchad.

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 29/01/2019 09:32:47

    Malawi estradita suposto autor de genocídio para Rwanda

    Kigali - As autoridades judiciais do Malawi extraditaram nesta segunda-feira Vincent Murekezi, empresário rwandês acusado de ser uma figura-chave do genocídio contra os Tutsis, entre Abril e Julho de 1994, anunciou a PANA o porta-voz da Procuradoria-geral da República do Rwanda (PGR), Faustin Nkusi.

  • 28/01/2019 16:15:57

    Polícia moçambicana detém três ugandeses suspeitos de liderar ataques armados

    Maputo - A polícia moçambicana apresentou neste de fim-de-semana em Nampula três ugandeses suspeitos de serem os líderes dos grupos armados que têm protagonizado ataques em Cabo Delgado, norte de Moçambique, informou a Lusa.

  • 28/01/2019 16:06:48

    Terrorista mais perigoso abatido no sul da Líbia

    Tripoli - Um dos elementos terroristas mais perigosos da Al Qaeda foi eliminado neste domingo, pelas forças do Exército nacional líbio no sul da Líbia, anunciou o porta-voz do Comando do Exército líbio, major-coronel Ahmed al-mesmari.