Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

12 Fevereiro de 2019 | 19h50 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2019 | 19h59

Líbia: UA promove em Julho conferência internacional sobre reconciliação

Addis-Abeba - Uma conferência internacional sobre a reconciliação na Líbia poderá ter lugar no princípio de Julho de 2019, em Addis-Abeba, (Etiópia), à iniciativa da União Africana (UA).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Líbia

Foto: Divulgação


A Assembleia da União africana pediu, nesta terça-feira, ao presidente da Comissão da UA, Mousa Faki Mahamat, de não poupar esforços “com vista a convocar em Addis-Abeba, em Julho, uma conferencia internacional sobre a reconcliação na Líbia, sob os auspícios da União africana e das Nações Unidas”, indica a organização panafricana num comunicado que resume as decisões tomadas na última cimeira realizada na capital etíope.

Segundo o site da Allafrica, a Assembleia pede também à Comissão da União africana de tomar “todas as medidas necessárias” com a ONU e o governo líbio “para a organização das eleições presidencial e legislativas em Outubro de 2019”.

Encorajado pela mediação da UA na República centro-africana  (RCA), cujos resultados conduziram aos acordos de paz em Bangui, o presidente em exercício, o chefe do Estado egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, insistiu sobre a importância de encontrar “soluções africanas para os problemas africanos”.

Desde o derrube do régime de Mouammar Kadhafi em 2011, a Líbia está profundamente dividida.

De um lado está o governo da União nacional baseado na capital,Trípoli, no nordoeste, saído de um processo da ONU e internacionalmente reconhecido, e de outro lado um gabinete paralelo apoiado pelo auto-proclamado Exército Nacional Líbio do marechal Khalifa Haftar, que reina, desde então, no nordeste e também controla uma boa parte do território sul deste país do norte de África.
 

Assuntos Eleições  

Leia também
  • 10/02/2019 11:56:27

    Guiné-Bissau: CNE preocupada com segurança nas eleições

    Bissau - O presidente da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau, juiz José Pedro Sambu, disse hoje, domingo, estar preocupado com a segurança eleitoral e pediu com urgência a nomeação de um ministro do Interior.

  • 01/02/2019 04:46:50

    Sudão: Al-Bashir diz que apenas eleições o podem tirar da liderança

    Cartum - O Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, criticou quinta-feira última, as manifestações contra si, convocadas através de plataformas sociais na internet, assinalando que a mudança no poder apenas pode ser validada através de eleições.

  • 30/01/2019 07:57:42

    Nigéria: INEC credencia 144 grupos de observadores

    Abuja- A Comissão Nacional Eleitoral Independente (INEC) na Nigéria credenciou 144 grupos de observadores que irão monitorar a condução das próximas eleições gerais no país.