Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Fevereiro de 2019 | 17h31 - Actualizado em 11 Fevereiro de 2019 | 17h31

Mais de 200 rebeldes tchadianos da UFR capturados pelo exército nacional

N’djamena - Pelo menos 250 rebeldes da União das Forças de Resistência (UFR), dos quais quatro principais chefes, foram capturados pelo exercito tchadiano, anunciou neste fim-de-semana fonte do exercito.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo a fonte, os 250 terroristas entraram no território tchadiano, em coluna, no final do mês de Janeiro de 2019, proveniente da Líbia.

“Mais de uma quarentena de veículos foram destruídos e várias centenas de armas recuperadas, confirmou o estado-maior do exército tchadiano, acrescentando que a “limpeza” prossegue na região de Ennedi, no nordeste do país, na fronteira com a Líbia e no Sudão do Sul.

No seu site de segunda-feira (11 de Fevereiro), Allafrica indica que “vários documentos comprometedores” que se encontravam na posse dos rebeldes foram também recuperados.

Quinta-feira, o presidente tchadiano, Idriss Deby, havia anunciado que a “coluna dos mercenários” foi completamente destruída” pelo exército nacional apoiado pela França.

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 07/02/2019 18:05:27

    Oposição tchadiana levanta-se contra governo depois do ataque francês contra UFR

    N'djamena - A oposição continua a protestar em N’djamena contra o governo do presidente Idriss Deby, desde o recente ataque aéreo conjunto entre os exércitos francês e tchadiano contra uma coluna de rebeldes proveniente supostamente da Líbia e que fez dois mortos e várias destruições.

  • 29/01/2019 09:32:47

    Malawi estradita suposto autor de genocídio para Rwanda

    Kigali - As autoridades judiciais do Malawi extraditaram nesta segunda-feira Vincent Murekezi, empresário rwandês acusado de ser uma figura-chave do genocídio contra os Tutsis, entre Abril e Julho de 1994, anunciou a PANA o porta-voz da Procuradoria-geral da República do Rwanda (PGR), Faustin Nkusi.

  • 28/01/2019 16:15:57

    Polícia moçambicana detém três ugandeses suspeitos de liderar ataques armados

    Maputo - A polícia moçambicana apresentou neste de fim-de-semana em Nampula três ugandeses suspeitos de serem os líderes dos grupos armados que têm protagonizado ataques em Cabo Delgado, norte de Moçambique, informou a Lusa.