Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

03 Dezembro de 2019 | 14h59 - Actualizado em 03 Dezembro de 2019 | 14h59

Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul envia tropas contra violência

Juba - A Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul (MINUSS) anunciou hoje ter enviado tropas à localidade de Maper, no centro do país, para tentar travar a violência que já provocou 79 mortos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa do Sudão do Sul

Foto: Divulgação

"Setenta e cinco capacetes azuis das Nações Unidas foram temporariamente deslocados de Rumpek para Maper para prevenir mais violência inter-comunitária na região dos Lagos do Norte", anunciou a MINUSS em comunicado.

Este destacamento de soldados nepaleses surge após as autoridades locais terem anunciado que "cerca de 79 pessoas morreram e 101 ficaram feridos numa série de ataques comunitários e ataques de represália entre as comunidades Gak e Manuer, cerca de 100 quilómetros ao norte de Rumbek", acrescentou.

O Sudão do Sul mergulhou numa guerra civil em Dezembro de 2013, dois anos após a sua independência do Sudão.

O conflito, marcado por atrocidades e o recurso à violação como arma de guerra, fez mais de 380 mil mortos e forçou mais de quatro milhões de sudaneses do Sul, perto de um terço da população, a deixarem as suas casas.

Um acordo de paz alcançado em Setembro de 2018 levou a uma acentuada queda dos combates, mas os grupos rebeldes que não assinaram o acordo continuaram a combater o Governo no sul do país, persistindo a violência comunitária.

O emissário da ONU no Sudão do Sul, David Shearer, apelou à calma.

"Exortamos as comunidades e os seus líderes a porem fim à violência e a unirem-se na reconciliação e na paz, para o bem do seu povo", declarou em comunicado.

A MINUSS explicou que as tropas tiveram de seguir em helicópteros para Maper, uma vez que as fortes chuvas impossibilitaram o transporte terrestre.

Também por ar seguirá o equipamento pesado, como veículos, os quais permitirão aos capacetes azuis deslocarem-se mais facilmente entre as comunidades isoladas.

Assuntos Sudão do Sul  

Leia também