Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

16 Abril de 2019 | 11h34 - Actualizado em 16 Abril de 2019 | 11h34

EUA: Washington confirma a morte do número dois do Estado Islâmico

Washington - O Comando Militar Americano para a África (AFRICOM) confirmou segunda-feira, em Washington, a eliminação do comandante adjunto da Organização do Estado Islâmico (EI), num ataque aéreo ocorrido na véspera, em Hiririo (Somália).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Somália

Num comunicado publicado pelo “Jeune Afrique”, o AFRICOM diz ter levado a cabo a 14 de Abril, com o governo federal da Somália (…), um ataque aéreo nos arredores da localidade de Hiririo, região de Bari, matando Abdilhakim Dhokob, um alto responsável do EI na Somália.

“Por enquanto, concluímos que apenas  matamos Dhokob, e destruímos um veículo”, indica o comunicado.

A AFRICOM, confirma assim o anunciou feito na véspera pelo ministro da Segurança do Puntland (Nordeste), Abdisamed Mohamed Galan, sem precisar o autor do ataque.Na qualidade de número dois do EI na Somália, Dhokob era responsável das operações do grupo extremista, e controlava entre 75 a 250 homens.

Os Chabab continuam a ser o principal grupo islamista radical da Somália.

Em 2012 declararam-se oficialmente aliados da Al-Qaida, mas um pequeno grupo de pelo menos 200 homens aderiu ao EI, instalando-se na região semi-autónoma de Puntland, e o seu líder, Abdulqadir Mumin, foi colocado na lista dos terroristas internacionais pelo Departamento do Estado americano.

No fim de 2017, o grupo tinha sido alvo de ataques aéreos americanos e, em 2018, o comando americano avaliou em 75 e 250 o número dos seus combatentes, na Somália, contra três mil a sete mil para os Chabab.

Assuntos Somália  

Leia também