Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

15 Abril de 2019 | 14h44 - Actualizado em 15 Abril de 2019 | 20h10

RDC: Ébola já matou 803 pessoas desde 2018

Kinshasa - Um total de 803 pessoas morreram de ébola no Noroeste da República Democrática do Congo (RDC), desde Agosto de 2018, indicou sábado o Ministério da Saúde.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da RDC

Foto: Angop

O relatório oficial, com dados actualizados no passado dia 13 de Abril, indica que 737 vítimas estavam infectadas, de acordo com análises laboratoriais, e as restantes foram dadas como "provavelmente" atingidas pelo vírus do ébola.

Entretanto os novos casos de contágio aumentaram para 1.252, entre os quais 1.185 foram já confirmados em laboratório como casos de ébola.

Este surto, o mais letal da história da RDC, e o segundo tendo em conta o número de mortes e casos desde 2014, foi declarado no passado dia 01 de Abril nas províncias de Kivu e Ituri.

O controlo da epidemia tem sido prejudicado pela atitude de algumas povoações que recusam receber tratamento, sobretudo em zonas onde operam grupos armados.

Mesmo assim, desde o passado dia 8 de Agosto de 2018, altura em que começou o programa de vacinação, quase 99.800 pessoas foram inoculadas, nas cidades de Katwa, Beni, Butembo, Mabalako e Mandima, de acordo com os dados do Ministério da Saúde.

Na semana passada, a Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICR, na sigla em francês) advertiu que o ébola na RDC está a propagar-se de forma rápida.

O mais devastador surto de ébola a nível mundial foi registado em Março de 2014, na Guiné Conacri, Serra Leoa e Libéria.

Dois anos depois, em Janeiro de 2016, a OMS declarou o fim da epidemia, que provocou a morte a 11.300 pessoas, sendo que, no total, foram contagiadas 28.599 pessoas.

O vírus ébola transmite-se através do contacto directo com fluidos corporais, provoca febres hemorrágicas e pode alcançar uma taxa de mortalidade de quase 90%.

Assuntos RDCongo  

Leia também
  • 15/04/2019 09:26:09

    RDC: Partilha de postos ministeriais bloqueia negociações

    Kinshasa - O nome do futuro Primeiro-ministro da República Democrática do Congo (RDC) e o modelo de partilha dos postos ministeriais apresentado pela Frente Comum para o Congo (FCC) ao CACH do Presidente Félix Tshisekedi, estão a bloquear as negociações para a formação de um novo governo.

  • 11/04/2019 12:17:43

    RDC: FCC ganha maioria qualificadas nas eleições de governadores

    Kinshasa - A Frente Comum para o Congo (FCC) de Joseph Kabila ganhou quarta-feira 16 das 22 eleições para os governadores e vice-governadores provinciais, conseguindo uma maioria qualificada, noticia o jornal congolês online ?7sur?, que se refere aos resultados provisórios proclamados no mesmo dia pela CENI.

  • 09/04/2019 13:09:41

    RDC: FCC critica declarações de Félix Tshisekedi nos Estados Unidos

    Kinshasa - A Frente Comum para o Congo (FCC), criticou segunda-feira, em comunicado, ? a gravidade dos ataques gratuitos e de acusações infundadas contra si, por parte de personalidades que considera seu parceiros?.