Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

13 Maio de 2019 | 18h58 - Actualizado em 13 Maio de 2019 | 18h58

Forças da ordem dispersam manifestações no Sudão

Cartum - A polícia anti-motim dispersaram com gás lacrimogéneo os sudaneses que reclamam ao Conselho militar uma transição civil, na sequência da demissão do presidente Omar al-Bashir, no mês passado, informou hoje a imprensa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa do Sudão

Foto: Divulgação

Vários portais, dos quais o Africanews, divulgaram imagens dos protestos, dos disparos do gás lacrimogéneo e da eliminação dos bloqueios de estradas por parte das autoridades.

O facto registou-se no mesmo dia em que militares e oposição voltaram ao diálogo para desbloquear a transição política após a destituição do presidente Omar al-Bashir, há um mês.

O jornal local Sudan Tribune recordou que os sudaneses mantêm a sua exigência de um Governo civil.

Vários activistas convocaram uma campanha de desobediência civil para intensificar as pressões pacíficas sobre os militares através de greves e de marchas.

Diante disso, as forças militares anunciaram uma possível antecipação das eleições no prazo de seis meses, ao invés dos dois anos inicialmente previstos, segundo a agência estatal de notícias SUNA.

Sobre al-Bashir, que governou o país desde 1989 após um golpe de Estado, pesam dois mandados de captura internacionais por genocídio -um em 2010 e outro em 2009-, crimes de guerra e crimes contra a humanidade na região de Darfur, entre 2003 e 2008.

Assuntos Sudão  

Leia também
  • 08/11/2018 11:44:06

    EUA condiciona retirada do Sudão da lista sobre terrorismo

    Washington - O governo norte-americano condicionou a retirada do Sudão da sua lista de Estados patrocinadores do terrorismo ao cumprimento de várias exigências por parte do país africano, soube-se de fonte oficial.

  • 31/10/2018 13:47:16

    Mo Ibrahim preocupado com persistência de conflitos armados em África

    Londres - O filantropo e o bilionário sudanês, Mo Ibrahim, alertou os líderes africanos no sentido de atacar as causas do aumento dos conflitos e movimentos armados em África, por ocasião da publicação do relatório anual do índice da sua fundação.

  • 31/10/2018 10:46:03

    Sudão: Governo promete combater a pobreza

    Cartum - O futuro programa económico do governo sudanês e o orçamento de 2019 tem como objectivo controlar da taxa de câmbio e a boa gestão dos recursos para combater a pobreza.