Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Agosto de 2019 | 21h06 - Actualizado em 11 Agosto de 2019 | 21h05

Homem é preso no Quénia ao tentar vender 100 quilos de marfim

Nairobi - A polícia do Quénia prendeu um homem que tentava vender 100 quilos de marfim, avaliados em quase 380 mil reais, no condado de Nyandarua, no centro-sul do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O homem, de 42 anos, foi preso no sábado por agentes que se fizeram passar por compradores do material, retirado por meio da caça de elefantes. Outro vendedor, porém, conseguiu fugir.

O Quénia decidiu em 2018 proibir o comércio de todo o tipo de marfim. Outros países da região, como Botsuana, Uganda e Gabão, adoptaram medidas similares para combater à caça dos elefantes.

Grupos de protecção dos animais calculam que 30 mil elefantes são mortos na África todos os anos para a retirada do marfim. A prática faz os activistas temerem a extinção da espécie no longo prazo.

O marfim é o material que compõe a presa dos elefantes. Muitos, especialmente em países da Ásia, atribuem a ele propriedades medicinais e afrodisíacas, o que aumenta a procura e a consequente caça dos animais.

Assuntos Quénia  

Leia também