Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

14 Agosto de 2019 | 12h01 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 12h01

CNE de Moçambique conta com apoio das Forças de Defesa nas eleições gerais

Maputo - A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique (CNE) vai contar com "um apoio muito forte" das Forças de Defesa e Segurança para a realização das eleições gerais de 15 de Outubro, disse hoje o presidente daquele órgão eleitoral, Abdul Carimo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Nós vamos fazer as eleições em todos os locais com o apoio muito forte das Forças de Defesa e Segurança", disse Abdul Carimo, em declarações à emissora pública Rádio Moçambique.

Apesar dessa garantia, o responsável manifestou preocupação com o facto de haver populações deslocadas das suas zonas de residência nos distritos assolados pela violência armada protagonizada por grupos desconhecidos na província de Cabo Delgado, norte do país.

"É verdade que temos algumas populações deslocadas em alguns pontos" devido à violência armada na província de Cabo Delgado, assinalou o presidente da CNE.

A insegurança movida por grupos armados tem atingido os distritos de Palma, Mocímboa da Praia, Macomia, Nangade e Muidumbe.

Moçambique realiza em 15 de Outubro próximo as sextas eleições gerais e multipartidárias da sua história, que vão compreender as presidenciais, legislativas e provinciais.

Nas eleições provinciais serão eleitos pela primeira vez os governadores das dez províncias do país, acabando-se com o método de nomeação pelo Presidente da República.

Assuntos CNE   Moçambique  

Leia também
  • 14/08/2019 11:56:46

    Justiça moçambicana vai investigar venda de madeira proibida

    Maputo - O Tribunal Judicial da Província da Zambézia, centro de Moçambique, vai averiguar a legalidade da venda de 213 toros de madeira da espécie pau-ferro realizada pelo Tribunal Judicial do Distrito de Pebane sem a presença do Ministério Público.

  • 13/08/2019 18:04:35

    Parlamento moçambicano debate proposta da Lei da Paz

    Maputo - O Parlamento moçambicano vai debater e votar, entre 21 e 23 deste mês, em Maputo, a proposta de lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, submetida na semana passada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou hoje aquela entidade.

  • 12/08/2019 18:23:39

    Proposta de Lei da Paz impõe desmantelamento das bases da Renamo

    Maputo - As bases e posições da Renamo, principal partido da oposição moçambicana, devem ser desmanteladas até dia 21 deste mês, impõe a proposta de Lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, a que a Lusa teve hoje acesso.