Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

14 Agosto de 2019 | 11h56 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 11h56

Justiça moçambicana vai investigar venda de madeira proibida

Maputo - O Tribunal Judicial da Província da Zambézia, centro de Moçambique, vai averiguar a legalidade da venda de 213 toros de madeira da espécie pau-ferro realizada pelo Tribunal Judicial do Distrito de Pebane sem a presença do Ministério Público.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O pau-ferro é uma espécie de madeira protegida em Moçambique, devido ao risco de extinção, e o seu corte é proibido.

"Vamos averiguar, naquilo que está dentro do que é possível", disse o juiz presidente do Tribunal Judicial da Província da Zambézia, Paulo Cinco Reis, citado hoje pela Rádio Moçambique.

A madeira da espécie pau-ferro tinha sido apreendida por fiscais da Reserva Nacional do Gilé por ter sido cortada numa área de conservação e pelo facto de a espécie em causa ser protegida.

A decisão do Tribunal Judicial do Distrital de Pebane surpreendeu as entidades da Reserva Nacional de Gilé, a procuradoria distrital e outras entidades, porque não houve uma ampla divulgação do edital anunciando a venda nem a oportunidade de fiscalização da operação.

Assuntos Justiça   Moçambique  

Leia também
  • 13/08/2019 18:04:35

    Parlamento moçambicano debate proposta da Lei da Paz

    Maputo - O Parlamento moçambicano vai debater e votar, entre 21 e 23 deste mês, em Maputo, a proposta de lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, submetida na semana passada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou hoje aquela entidade.

  • 12/08/2019 18:23:39

    Proposta de Lei da Paz impõe desmantelamento das bases da Renamo

    Maputo - As bases e posições da Renamo, principal partido da oposição moçambicana, devem ser desmanteladas até dia 21 deste mês, impõe a proposta de Lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, a que a Lusa teve hoje acesso.

  • 12/08/2019 18:15:45

    Estado moçambicano poupa 45 mil milhões de meticais

    Maputo - O Estado moçambicano poupou cerca de três mil milhões de meticais (45 milhões de euros) em salários retirados de falsos funcionários, nos últimos quatro anos, disse a ministra da Administração Estatal e Função Pública.