Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

27 Agosto de 2019 | 10h42 - Actualizado em 27 Agosto de 2019 | 17h51

Moçambique: Filipe Nyusi promulga Lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional

Maputo - O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, promulgou, na segunda-feira, a Lei do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, refere um comunicado de imprensa da Presidência da República, publica a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi (Foto arquivo)

Foto: Nelson Malamba

A referida lei foi aprovada na quarta-feira da semana passada pela Assembleia da República de Moçambique (AR).

O pacto foi assinado por Filipe Nyusi e o líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), Ossufo Momade, no dia 06 deste mês em Maputo, visando encerrar, formalmente, meses de confrontação militar entre as Forças de Defesa e Segurança e o braço armado do principal partido da oposição, na sequência da contestação aos resultados das eleições gerais de 2014.

Os entendimentos prevêem o Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) do braço armado da Renamo e a amnistia a pessoas que tenham cometido delitos no âmbito da violência militar relacionada com os confrontos entre as forças governamentais e a Renamo.

O Acordo de Paz e Reconciliação Nacional de Maputo é o terceiro entre o Governo da Frelimo e a Renamo.

O primeiro foi assinado em 1992 em Roma para pôr termo à guerra civil de 16 anos e o segundo foi rubricado em Setembro de 2014 em Maputo, após confrontos entre o braço armado da Renamo e as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas, na sequência da recusa do principal partido da oposição em reconhecer os resultados das eleições gerais.

Assuntos Lei  

Leia também