Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

11 Setembro de 2019 | 18h10 - Actualizado em 11 Setembro de 2019 | 18h09

Assembleia Nacional do Tchad prorroga estado de emergência

N'Djamena - A Assembleia Nacional do Tchad prorrogou o estado de emergência por quatro meses em três províncias do país, devido ao aumento da violência em nome de grupos armados e comunitários, informaram hoje fontes oficiais, citadas pela Prensa Latina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O ministro da Administração Territorial, Ismael Chaibo, disse à imprensa que a medida é extensiva aos territórios de Tibesti, no oeste, e Sila e Ouaddai, localizados no leste.


Chaibo frisou que o prolongamento do estado de emergência permitirá o envio de mais pessoal de segurança, incluindo militares e polícias, uma medida que possibilitará voltar ao normal.

"É uma guerra total em que devemos agir contra aqueles que portam armas e estão por trás da morte de pessoas", disse o governo recentemente em comunicado.

Como resultado da escalada de confrontos entre comunidades tribais de pastores e nómadas no oeste e leste do país em 19 de Agosto, o Executivo solicitou, pela primeira vez, este ano disposições excepcionais.

Por supostas razões de segurança, o governo tchadiano ordenou o encerramento das fronteiras com a Líbia, o Sudão e a República Centro Africana em 22 de Agosto para controlar a entrada e saída de pessoas.

As tropas do governo do Tchad, além de buscar o fim dos conflitos comunitários no país, enfrentaram, como parte de uma força de cooperação multinacional, o grupo radical islâmico Boko Haram, que tenta impor um califado na Nigéria e estendeu a sua acção para nações vizinhas.

Assuntos Chade  

Leia também