Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

16 Setembro de 2019 | 13h43 - Actualizado em 16 Setembro de 2019 | 13h52

Eleições presidenciais na Argélia marcadas para 12 de Dezembro

Argel - O chefe de Estado interino da Argélia, Abdelkader Bensalah, anunciou nesta segunda-feira que as eleições presidenciais serão realizadas no dia 12 de Dezembro, noticiou a Reuters. O anúncio de Abdelkader Bensalah foi feito num discurso "à nação", transmitido pela televisão pública da Argélia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Argélia

Foto: Divulgação

"Decidi (...) que a data das eleições presidenciais será quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019", disse Bensalah que, de acordo com a Constituição do país, não pode ser candidato.

O chefe de Estado interino da Argélia, que assinou hoje o decreto da convocatória do ato eleitoral, pediu aos argelinos "que contribuam colectivamente (...) em 12 de Dezembro, para escrever a história do seu país e a escolha do seu novo Presidente".

A eleição presidencial para eleger um sucessor de Abdelaziz Bouteflika, inicialmente marcada para o dia 04 de Julho, teve que ser cancelada, por não terem surgido candidatos, face à contestação que abalou o país desde 22 de Fevereiro.

A data anunciada para a realização das eleições presidenciais coincide com os prazos exigidos pelo chefe de gabinete do exército, Ahmed Gaïd Salah, considerado o verdadeiro homem forte do país desde a renúncia forçada do Presidente Abdelaziz Bouteflika, no dia 02 de Abril.

Assuntos Eleições   África  

Leia também
  • 16/09/2019 13:28:18

    Kais Saied lidera primeira volta

    Tunes - O académico independente Kais Saied, favorável à pena de morte e contra a homossexualidade, lidera a primeira volta das eleições presidenciais na Tunísia, com 19% dos votos, segundo resultados preliminares anunciados nesta segunda-feira pela autoridade eleitoral do país (Isie), noticiou a Lusa.

  • 13/09/2019 11:29:57

    Candidato as presidenciais antecipadas faz greve de fome na Tunísia

    Tunis, Tunísia - O candidato às eleições presidenciais antecipadas da Tunísia, Nebil Karoui, preso há várias semanas, iniciou uma greve de fome para exigir o respeito pelo seu direito de voto nas eleições de domingo próximo, anunciou o seu advogado, Ridha Belhadj, informou a Pana.

  • 13/09/2019 11:16:12

    Moçambique/Eleições: Frelimo presta homenagem a mortos em comício

    Maputo - Filipe Nyusi, Presidente da República e candidato da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) a um segundo mandato, homenageou quinta-feira as 10 pessoas que morreram no final de um comício que dirigiu na quarta-feira, no Norte do país, segundo a Lusa.