Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

14 Fevereiro de 2020 | 11h06 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2020 | 11h05

Mali: Estudioso defende ultrapassar obstaculos simbolicos visando uma coesao séria

Bamako- O investigado da universidade de Kente, Yvan Guichaoua, sublinhou quinta-feira, 13, a necessidade de se quebrar muitos obstáculos simbólicos para criar uma verdadeira coesão.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Mali

Foto: Foto divulgação

Instado pela AFP, a pronunciar-se sobre o regresso das forças governamentais, em Kidal, Nordeste, o intelectual lembra que este era um dos obstaculos a ser ultrapassado, com o intuito de se criar uma frente comum anti-terrorista.

As Forças Armadas malianas regressaram quinta-feira, em Kidal (Norte), depois de uma ausência de seis anos, com o objectivo de estender a autoridade do Estado naquela região, anuncia a ONU, cujas tropas escoltaram os militares governamentais.

A situação de Kidal é também fonte de fortes crispações para os vizinhos do Mali, que desconfiam ou denunciam alianças entre separatistas tuaregues e jihadistas. Para os mesmos,  Kidal  sempre serviu de retaguarda aos ataques jihadistas.

Aquela c idade maliana leva também a acusações contra a responsabilidade da França, por causa dos seus presumiveis laços com os rebeldes tuaregues, e que suscitam discursos hostis contra a presença francesa na região, nos últimos meses.

Assuntos Mali  

Leia também