Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

15 Fevereiro de 2020 | 02h54 - Actualizado em 15 Fevereiro de 2020 | 02h54

Zâmbia desdobra militares para pôr termo a ataques a gás

Lusaka - O Presidente zambiano, Edgar Lungu, exigiu o desdobramento do Exército para pôr termo aos ataques a gás contra cidadãos perpetrados por desconhecidos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O país registou, nos últimos dois meses, ataques esporádicos durante os quais supostos criminosos cometeram vários ataques a gás cuja composição química ainda é desconhecida.

O diário governamental "Zambia Daily Mail" anuncia na sexta-feira, que o Presidente Lungu ofereceu 250 mil kwachas (cerca de 17 mil dólares americanos) para qualquer informação que pode conduzir à detenção dos responsáveis.

"O país está perturbado, mas controlo a situação”, declarou Lugu quinta-feira à noite, exortando o Exército zambiano a associar-se com a Polícia para pôr termo a estes incidentes.

Três pessoas foram mortas em incidentes distintas pela multidão, em Lusaka, suspeitas de envolvimento na série de ataques ocorridos, em Lusaka, a capital.

Assuntos África  

Leia também
  • 14/02/2020 05:38:21

    Parlamento Europeu condena exploração infantil no Madagáscar

    Antananarivo - Estima-se que 11 mil crianças trabalhem no sector da mineralização de mica no Madagáscar e o Parlamento Europeu pede uma abordagem com o país africano para discutir a questão das empresas que recorrem ao trabalho infantil.

  • 13/02/2020 23:06:38

    Líbia está em ponto crítico, adverte Cruz Vermelha

    Tripoli - Caso a situação na Líbia piore, poderia levar a uma fuga em massa daquele país, alertou nesta quinta-feira o presidente do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Peter Maurer, após uma visita de três dias ao país do norte africano, mergulhado numa guerra.

  • 13/02/2020 05:36:39

    Senegal reafirma decisão de não legalizar homossexualidade

    Dakar - O chefe de Estado senegalês, Macky Sall, reafirmou quarta-feira, em Dakar, a sua decisão de não legalizar a homossexualidade, uma posição que exprimiu em 2013 durante a visita ao Senegal pelo então Presidente americano, Barack Obama.