Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

16 Julho de 2020 | 17h45 - Actualizado em 16 Julho de 2020 | 17h44

Covid-19: UE apoia Cabo Verde com mais 12,25 milhões de euros

Bruxelas - A União Europeia (UE) vai apoiar Cabo Verde com 12,25 milhões de euros para as medidas emergenciais e preparação da retoma económica no âmbito da pandemia de covid-19, depois de um primeiro desembolso há dois meses de cinco milhões.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cabo Verde: Cidade da Praia

Foto: Lucas Neto

Um comunicado conjunto da delegação da União Europeia (UE) em Cabo Verde e do Governo local informou que este segundo apoio orçamental se trata de "um grande esforço" e que a verba vai ser disponibilizada de forma rápida ao país. 

"Este segundo desembolso acresce aos esforços globais do #TeamEurope em resposta ao desafio mundial provocado pela pandemia. Só através de soluções globais poderão ser ultrapassados os desafios que o mundo enfrenta", lê-se na nota. 

O novo apoio da UE destina-se a apoiar os esforços do Governo cabo-verdiano na implementação das medidas emergenciais e de mitigação dos efeitos económicos e sociais provocados pelo novo coronavírus.

Segundo as mesmas fontes, o apoio "destina-se também às medidas nacionais de saúde e de higiene para os trabalhadores em situação de maior vulnerabilidade para que possam participar na retoma económica do país". 

"A União Europeia atesta uma vez mais o compromisso e solidariedade para com o povo cabo-verdiano, reforçando a importância da união dos dois parceiros. Isto num momento em que muitos cidadãos na União Europeia enfrentam consequências da actual crise provocada pela pandemia", prosseguiu a nota. 

Este é a segunda contribuição da UE a Cabo Verde para apoiar as medidas do país de combate à covid-19, depois de há dois meses o bloco ter feito um desembolso antecipado de cinco milhões de euros aos cofres do Estado. 

Além disso, a União Europeia apoiou com 10 mil euros a segunda edição de um programa em Cabo Verde de incentivo aos artistas para mitigar efeitos da pandemia de covid-19, denominado de "Em Palco 100 Artistas". 

Em maio, a embaixadora da UE na Praia, Sofia Moreira de Sousa, anunciou que estava em preparação mais uma contribuição financeira para apoiar as autoridades cabo-verdianas no combate à pandemia. 

Na altura, a embaixadora disse que esse apoio seria para "dar uma resposta célere às inúmeras necessidades do país, apoiando as medidas desenhadas pelas autoridades nacionais". 

"A União Europeia tem estado sempre ao lado de Cabo Verde. Acredito que é a vontade dos cabo-verdianos continuar a reforçar esta parceria", afirmou então Sofia Moreira de Sousa.

Com um Produto Interno Bruto (PIB) dependente em 25% do turismo (819 mil turistas em 2019), Cabo Verde está fechado a voos internacionais desde 19 de Março, para conter a pandemia de covid-19. 

Cabo Verde regista desde 19 de Março um acumulado de 1.837 casos de covid-19, dos quais 19 óbitos e 892 pessoas consideradas recuperadas da doença. 

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 584 mil mortos e infectou mais de 13,58 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Assuntos Cabo Verde  

Leia também