Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

28 Julho de 2020 | 16h35 - Actualizado em 28 Julho de 2020 | 16h35

Cabo Verde alarga testes obrigatórios a quem sai de São Nicolau

Praia - Os passageiros que embarquem na ilha cabo-verdiana de São Nicolau, em voos ou ligações marítimas domésticas, passam a estar obrigados à apresentação de testes negativos à covid-19 com pelo menos 72 horas de antecedência, determinou o Governo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cabo Verde: Cidade da Praia

Foto: Santos Garcia

De acordo com uma resolução do Conselho de Ministros, de 27 de Julho e que já entrou em vigor, a decisão, tal como é aplicada desde 15 de Julho aos passageiros que deixam as ilhas de Santiago e do Sal, é justificada pelo "risco de transmissão comunitária", quando São Nicolau soma 43 casos diagnosticados de covid-19, todos no município da Ribeira Brava, dos quais 25 já dados como recuperados.

"Enquanto se mantiver a situação epidemiológica actual na ilha de São Nicolau, com risco de transmissão comunitária em evolução, a realização de viagens inter-ilhas de passageiros obriga à apresentação pelo passageiro de teste de despiste com resultado negativo, efectuado nas 72 horas que antecedem a deslocação", lê-se na resolução.

Acrescenta que as viagens efectuadas no intervalo de 72 horas "são isentas de um novo teste", que pode ser feito nas delegacias de saúde ou em laboratório privado certificado, tendo um custo (teste rápido e certificado) de 1.000 escudos (nove euros), a suportar pelo viajante.

Contudo, sempre que for necessário, a confirmação com um exame de diagnóstico molecular (PCR) "deve ser realizado pelas autoridades de saúde, sem custos adicionais para o viajante".

"A não apresentação de documento válido que ateste o resultado negativo, no momento do 'check-in' ou embarque, constitui impedimento de viagem", determina a resolução.

O Governo cabo-verdiano estimou anteriormente a necessidade de realizar, todos os meses, 22 mil testes rápidos para os passageiros das viagens, aéreas e marítimas, domésticas que saiam da Praia (ilha de Santiago) e da ilha do Sal, aos que se somam agora os de São Nicolau.

Cabo Verde registava no final do dia 27 de Julho um acumulado de 2.328 casos de covid-19, diagnosticados desde 19 de Março, com 22 óbitos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 650 mil mortos e infetou mais de 16,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Assuntos Cabo Verde  

Leia também
  • 27/07/2020 23:16:52

    Cabo Verde com mais 21 infectados e acumulado a subir para 2.328 casos

    Praia - Cabo Verde registou mais 21 pessoas infectadas com covid-19 no arquipélago nas últimas 24 horas, elevando o acumulado a 2.328 casos, mas 1.550 já foram dados como recuperados, anunciaram as autoridades de saúde.

  • 27/07/2020 07:20:00

    Covid-19: Mais 49 casos positivos em Cabo Verde, total sobe para 2.307

    Praia - Cabo Verde registou hoje mais 49 casos positivos do novo coronavírus, a maioria na ilha de Santiago, aumentando para 2.307 o total acumulado no país desde 19 de Março, segundo dados do Ministério da Saúde.

  • 22/07/2020 16:31:45

    CNE de Cabo Verde defende recenseamento automático

    Praia - Cabo Verde registou mais oito mil novos inscritos nos cadernos eleitorais, mas segundo a presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Maria do Rosário Pereira, esse valor ainda está "aquém das expectativas", defendendo, por isso, o recenseamento automático para evitar exclusão política.