Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

03 Agosto de 2011 | 16h33 - Actualizado em 04 Agosto de 2011 | 14h37

Angola tem 13 áreas de conservação da fauna e flora

Ambiente

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Essas áreas correspondem a 6,6 porcento da extensão total do país.

Foto: Angop

Luena – A ministra do Ambiente, Maria de Fátima Jardim, informou hoje, quarta-feira, no Moxico, que o país conta com 13 áreas de conservação de espécies da fauna e flora, que cobrem uma extensão de 82 mil e 272 quilómetros quadrados.

Ao intervir no acto da proclamação da Fundação Kameia, a governante explicou que as áreas compreendem parques nacionais, reservas integrais, parciais e especiais, que correspondem a 6,6 porcento da extensão total do país.

Informou que o Governo, através do seu ministério, está a trabalhar para aumentar estas áreas de 6,6 para 15 porcento, por forma a viabilizar o turismo ecológico e cultural no país.

Para a organização e conservação destes lugares, em todos os seus componentes (fauna e flora e infraestrutural), a ministra solicitou a colaboração da sociedade em geral.

Frisou que "o país está no bom caminho" no que toca à matéria sobre a natureza, devido aos projectos traçados pelo Executivo central e os acordos de âmbito internacional.

As zonas fisio-climáticas de que dispõe Angola resultam numa grande diversidade de animais e vegetação, multiplicidade que coloca o país num dos mais ricos desta região austral do Continente Africano em termos de fauna e flora. 

As 13 áreas de conservação de espécies da fauna e flora em Angola são o Parque do Iona (Namibe, o maior do país, com 15.150 quilómetros quadrados), Parque da Kameia (Moxico, segundo maior do país, com 14.450 quilómetros quadrados), Parque de Quissama (Bengo-Luanda), Parque de Cangandala (Malanje), Parque do Bicuar (Huíla), Parque do Mupa (Cunene) e Parque regional de Cimalavera (Benguela).

As reservas naturais, integrais e parciais são as do Luando (Malanje), de Ilhéu dos Pássaros (Luanda), Luiana (Kuando Kubango), de Búfalos (Benguela), Natural do Namibe e de Mavinga (Kuando Kubango).

Maria de Fátima Jardim anunciou a criação do Parque do Mussuma, na comuna com o mesmo nome, município dos Bundas, numa zona transfronteiriça que servirá de circulação dos animais dentro da área de conservação entre Angola e a Zâmbia.

Assuntos Província » Moxico  

Leia também
  • 01/08/2018 14:33:14

    Ministra quer acautelar situação ambiental nas escolas do país

    Luena - A ministra do Ambiente, Paula Francisco, disse hoje (quarta-feira), no Luena, que está na forja um plano de trabalho conjunto na base de um memorando de colaboração que poderá ser assinado entre o seu sector e o da Educação, com vista a acautelar a situação ambiental nas escolas do país.

  • 18/07/2018 12:23:25

    Madeireiros chineses detidos no Alto Zambeze

    Luena - Três cidadãos chineses foram detidos nos últimos sete dias pela Polícia Nacional (PN) no município fronteiriço do Alto Zambeze, a 519 quilómetros a sudeste do Luena, província do Moxico, por corte e transporte de madeira.

  • 05/06/2018 17:07:57

    Docente universitário reclama revisão do plano urbanístico da cidade do Luena

    Luena - Construção de mais estações de tratamento de água, aterros sanitários, valas de drenagens e de irrigação, são algumas das necessidades urgentes que o governo do Moxico deve priorizar para se melhorar o meio ambiente e o saneamento básico da cidade do Luena.

  • 31/05/2018 14:46:01

    Fiéis da Igreja Baptista sensibilizados sobre perigo dos incêndios florestais

    Luena - Os fiéis da Igreja Baptista em Angola, no municipio dos Luchazes, província do Moxico, foram nos últimos sete dias, sensibilizados pelos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB), sobre os perigos que representam os incêndios florestais no ambiente faunístico.